Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Trabalhista Reclamatória trabalhista com pedido de adicional de insalubridade e reintegração ao trabalho

Petição - Trabalhista - Reclamatória trabalhista com pedido de adicional de insalubridade e reintegração ao trabalho


 Total de: 15.244 modelos.

 
Reclamatória trabalhista com pedido de adicional de insalubridade e reintegração ao trabalho, face ao recebimento de auxílio-doença quando dispensado.

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA .... VARA DO TRABALHO DE ..... ESTADO DO .....

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência propor;

RECLAMATÓRIA TRABALHISTA

em face de

....., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o n.º ....., com sede na Rua ....., n.º ....., Bairro ......, Cidade ....., Estado ....., CEP ....., representada neste ato por seu (sua) sócio(a) gerente Sr. (a). ....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG nº ..... e do CPF n.º ....., pelos motivos de fato e de direito a seguir aduzidos.

PRELIMINARMENTE

A presente demanda foi submetida à Comissão de Conciliação Prévia, de que trata a Lei nº 9958/00 ( certidão negativa de conciliação anexa - doc .....).

DO MÉRITO

01 - DA ADMISSÃO, FUNÇÃO , DEMISSÃO E SALÁRIO

O Reclamante ingressou aos serviços da empresa Ré em data de........., para exercer a função de ajudante de produção, tendo sido promovido em ............... para operador de máquina I e um mês depois para operador de empilhadeira, quando foi dispensado sem justa causa em data de ............., época em que percebia a importância de R$ ........... por mês.

02 - DA JORNADA DE TRABALHO/ HORAS EXTRAS

O Autor foi contratado pela empresa Reclamada para trabalhar como ajudante de produção trabalhando em esteiras, serviço esse que era realizado em pé das ..... às ...... horas, com uma folga de apenas trinta ( 30 ) minutos para janta e descanso.
É forçoso esclarecer que o Reclamante trabalhava em esteira realizando serviço contínuo e repetitivo, razão pela qual a Reclamada deverá pagar as diferenças de horas extras laboradas e que excederam a 8ª diária e as 44 hora semanais em concordância com o disposto no art. 60 da CLT e Constituição Federal, incluindo seus reflexos e integrações nas verbas contratuais e rescisórias pela habitualidade, tudo com os acréscimos de juros de mora e correção monetária na forma de lei.

03 - DA INSALUBRIDADE

O Reclamante exerceu atividade insalubre pois trabalhava como ajudante de produção fazendo cerca de 1.800 a 2.000 filtros de ar por noite, em pé usando ambas as mãos e um dos pés , sendo certo que com um dos pés apertava o pedal para deslocar a forma superior do pistão de ar ao tempo que usava as duas mãos para retirar a parte inferior do produto, que normalmente vinha quente pela esteira, a ponto de muitas vezes se queimar quando as luvas utilizadas não eram adequadas.

E, todo esse trabalho exercido no setor de produção era realizado de forma contínua e com pausa para descanso de apenas trinta ( 30 ) minutos durante toda a jornada de trabalho, oportunidade única por ele utilizada para descansar e jantar rapidamente, sendo certo que a empresa jamais se preocupou em atenuar os esforços repetitivos ou o calor intenso dos produtos que rolavam nas esteiras, não lhe fornecendo os equipamentos individuais adequados.

É certo também que o despreparo da empresa Reclamada aliado com a ausência de equipamentos individuais adequados fez com que o Reclamante adquirisse a doença profissional denominada ANQUILOSE no dedo mínimo da mão direita e em III, IV e V quirodáctilos esquerdos, também denominado como MOLÉSTIA DE AMPRYTREN EM AMBAS AS MÃOS ( vide docs. ).

Portanto, o Reclamante requer que a empresa Reclamada seja condenada no pagamento do Adicional de Insalubridade durante todo o pacto laboral sob o percentual a ser calculado após a perícia a ser designada oportunamente pelo Mm. Juízo.

Da mesma forma, requer PERÍCIA MÉDICA em sua pessoa, a ser realizada por perito especialista em doenças profissionais a ser nomeado por esse Mm. Juízo, para que possa através de seus conhecimentos técnicos concluir sobre o nexo causal ( culpa da empresa) entre a doença adquirida pelo reclamante durante o período de trabalho e a atividade exercida no estabelecimento da empresa reclamada.

04 - DA REINTEGRAÇÃO AO TRABALHO / INAPTIDÃO PARA DEMISSÃO

O Reclamante foi dispensado sem justa causa em data de......... sendo certo que no exame demissional datado de ......... ( em anexo ) e assinado por profissionais da .................. Assessoria e Consultoria Médico Ocupacional consta que o Reclamante estava INAPTO PARA O DESLIGAMENTO DA EMPRESA sendo certo que o médico que o examinou determinou que ele deveria retornar para reavaliação com relatório do especialista para o devido encaminhamento ao INSS. ( docs. ).

Entretanto, a empresa Reclamada NÃO SÓ IGNOROU A INAPTIDÃO do obreiro para o desligamento como também DEIXOU DE DAR PROSSEGUIMENTO AO TRATAMENTO MÉDICO NECESSÁRIO QUE SERIA O ENCAMINHAMENTO AO ESPECIALISTA DE MÃOS E AO INSS.

E, sendo certo para a empresa Reclamada a pretensão em dispensar o Reclamante independente do seu estado físico, a solução veio ao contratar um profissional que lhe forneceu o obrigatório Atestado Demissional com o resultado satisfatório e esperado: APTO PARA A DEMISSÃO.

Portanto, uma vez provado que o Reclamante estava INAPTO para o desligamento da empresa e estando ele EM TRATAMENTO DE SAÚDE, deve, a empresa Reclamada, ser condenada na sua REINTEGRAÇÃO à função exercida com o imediato encaminhamento ao especialista de mãos bem como ao INSS para tratamento.

Dessarte, além de reintegrá-lo à função, a empresa reclamada deverá também ser condenada no pagamento de todos os salários e demais verbas contratuais devidas desde ............ até a data do efetivo pagamento, tudo com juros e correção monetária.

DOS PEDIDOS

O Reclamante pleiteia :

a) Horas extras prestadas durante todo o período laborado, e face a habitualidade com seus reflexos nas demais verbas contratuais e rescisórias, incluindo os 30 minutos de intervalo diários não gozados, tudo com juros e correção monetária na forma de lei ......... R$ ........

b) Reintegração do obreiro nas mesmas funções exercidas a partir de ..........., face o verdadeiro Atestado Demissional de ............ onde foi apontado a sua INAPTIDÃO PARA O DESLIGAMENTO....... R$ ........

c) Pagamento de todos os salários e demais verbas contratuais/rescisórias devidas desde............ até o efetivo pagamento após a condenação à reintegração, incluindo nos cálculos o pagamento das horas extras habituais e FGTS + 40%, de forma indenizatória
e diretamente ao obreiro, tudo com juros e correção monetária na forma de lei............. R$ .........

d) Adicional de Insalubridade devido durante todo o pacto laboral incluindo o período a ser reintegrado calculado sobre o percentual a ser considerado pela perícia a ser realizada oportunamente, tudo com juros e correção monetária............... R$ .........

e) A condenação da Reclamada no encaminhamento do Reclamante ao especialista de mãos conforme determinado quando do exame demissional, para posterior ingresso no INSS para o tratamento necessário ............. R$ ...........

REQUERIMENTOS FINAIS

Isto posto, e pelo que dos autos consta, o Reclamante requer com o devido respeito à V. Exa., digne-se de ordenar a NOTIFICAÇÃO da empresa Ré na pessoa de seu representante legal, para querendo, apresentar sua contestação no prazo legal, sob pena de revelia e confissão, trazendo aos autos todos os cartões de ponto em nome do obreiro bem como o original do Exame Demissional datado de ............ que está em seu poder, para alfim ser esta ação julgada PROCEDENTE em todos os seus termos, com a condenação da empresa Ré na REINTEGRAÇÃO do Reclamante nas mesmas funções com o pagamento de todos os salários e demais verbas contratuais devidas desde.................. acrescidas de correção monetária e juros legais de mora, além de imediato encaminhamento ao especialista de mãos e INSS, bem como custas e demais despesas de estilo e honorários advocatícios que V. Exa. haverá por certo de arbitrar face ao tipo de ação e aos motivos de seu ingresso.

Protesta-se provar todo o alegado por meio de provas não vedadas ao direito, especialmente pelo depoimento pessoal do representante legal da empresa Ré, oitiva de testemunhas, perícias médicas no Reclamante e na empresa para apuração das condições insalubres exercidas pelo obreiro, constatações, e juntada de novos documentos que se fizerem necessários para contraprova no decorrer do processo, bem como expedição de ofícios aos órgãos públicos ( DRT, CEF, INSS, etc. ) para apuração de possíveis irregularidades que forem apontadas durante o curso processual.

Dá-se à causa o valor de R$ .....

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Trabalhista
Embargos à execução Trabalhista devido ao valor apurado
Descumprimento da obrigação de efetuar o recolhimento do FGTS por parte da reclamada
Ilegitimidade passiva de sucessão de empresas
Contestação à reclamatória trabalhista em que a reclamada nega a existência de vínculo empregatíc
Agravo de petição requerendo que a incidência da correção monetária seja efetuada sobre o mês de
Contestação à reclamatória trabalhista, sob o fundamento de que as verbas devidas foram pagas
Contestação de ação rescisória
Pedido de parcelamento do débito
Reclamatória trabalhista de estabilidade provisória por gravidez
Pedido de ofício à junta comercial de assistência judiciária
Contra-razões de recurso ordinário, pugnando pela manutenção de sentença que condenou o reclamado
Pedido de indenização por acidente do trabalho