Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos

 Total de: 15.244 modelos.

 
 

    Precisa redigir uma carta, um abaixo-assinado, um requerimento ou outro modelo de documento e não sabe como começar ?

    Nossos modelos de documentos são grátis, liberados para cópia. Caso necessite modifique de acordo com suas necessidades.

    Envie também seu modelo de documento. Caso não tenhamos em nosso banco de dados , incluiremos. Se desejar divulgamos seu nome e e-mail.
 

 Possuímos hoje em nosso site um total de 15.244 Modelos de Documentos! Aproveite.



 




Veja o Modelo de Documento randômico em destaque:


Sorteamos dentro do assunto Petição , onde está a categoria Penal :



Pedido de abertura de inquérito policial, ante à ocorrência de injúria e difamação


Pedido de abertura de inquérito policial, ante à ocorrência de injúria e difamação.

 

ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR DELEGADO TITULAR DO .... DISTRITO POLICIAL DA COMARCA DE ..... - ESTADO DO .....

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Senhoria, nos termos dos arts. 139 a 141 do CP, requerer

ABERTURA DE INQUÉRITO POLICIAL

em face de

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., pelos motivos de fato e de direito a seguir aduzidos.

DOS FATOS

O ora Querelante foi agredido em sua honra pelo Querelado, quando este pôs-se a distribuir na saída da Faculdade de ....., localizada na rua ...., nesta Cidade, no dia ...., o panfleto que abaixo transcrevemos parcialmente e que segue na íntegra em anexo:

"CADEIA para o ex-presidente do Diretório"

".....está sendo processado pelo diretor da União Nacional dos Estudantes, UNE...."

".....O D.A.E.C. através de seu ex-presidente, provavs que era 'Devagar....."

"......... não possui informação para exercer o cargo de presidente de uma entidade estudantil.....".

DO DIREITO

A conduta supra mencionada, enquadra-se em dois tipos de infrações penais, quais sejam: INJÚRIA e DIFAMAÇÃO:

"Art. 139. Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação.

Art. 140. Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.

Art. 141. As penas cominadas neste capítulo aumenta-se de um terço, se qualquer dos crimes é cometido:
III - na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da calúnia, da difamação ou da injúria.

As frases escritas pelo Querelado constantes do aludido panfleto, conforme demonstrado, enquadram-se nos dois tipos penais, em decorrência de sua intenção de difamar, imputando fato ofensivo à reputação do Querelante ("provava que era 'Devagar' e ".............. não possui informação para exercer o cargo de presidente").

Segundo os ensinamentos do mestre Aníbal Bruno:

"Dignidade é o sentimento que tem o indivíduo do seu próprio valor social e moral; e Decoro sua respeitabilidade. (pág. 315 - V. I, tomo IV - Parte Especial - Ed. Forense).

A jurisprudência predominante e os pareceres doutrinários, ratificam esse entendimento:

"Difamar, segundo a doutrina, é imputar a alguém fato ofensivo à sua reputação. Aliás, a noção se extrai do próprio conceito legal". (TJSP - Denúncia - RJTJSP 55/363).

"Difamação consiste na imputação de fato capaz de afetar a boa fama da vítima. O bem jurídico ameaçado é a reputação da vítima, aquele conceito de respeitabilidade de que ela possa gozar no círculo dos que a conhecem". (in pág. 311 - Direito Penal - Parte Especial - Vol. 01 - Tomo 4.º - Crimes contra a pessoa).

"Se ao proferir a frase ofensiva, menciona o acusado fato vago e impreciso, caracterizada está a injúria" (TACRIM-SP - Queixa crime - Rel. Camargo Aranha - RT 498/316, retirado do Código Penal, 5.ª Ed., Ed. Revista dos Tribunais, por Paulo José da Costa Jr.).

"Para a existência desse delito é necessário o animus diffamandi, a vontade de ofender, de denegrir a reputação alheia". (TACRIM-SP - AC - Rel. Cardoso Rolim - JUTACRIM 2/24).

"Para que se caracterize a figura da difamação, não basta que a denúncia narre, genericamente, o procedimento tido como lesivo à reputação do imputado. Mister se faz que o fato seja determinado e com o propósito de ofender". (STJ - HC - Rel. Flaquer Scartezzini - RSTJ 29/250).

" Injuriar é humilhar, achincalhar, ofender, ridicularizar, atentar contra a honra. E o proposital, consciente e maldoso menosprezo à pessoa do próximo, condenado pelo direito positivo de todas as nações civilizadas e pela moral cristã, exteriorizado mediante os pronunciamentos verbais de impropérios ultrajantes ou por escritos, gestos ou qualquer outro meio malicioso. ... (TACRIM-SP - AC - Rel. Silva Pinto - JUTACRIM 97/154).

" O crime de Injúria caracteriza-se pela ofensa à honra subjetiva da pessoa, que constitui o sentimento próprio a respeito dos atributos físicos, morais e intelectuais de cada pessoa. ... (TACRIM-SP - AC - Rel. Silva Rico - RJD 7/78).

Caracterizada a tipicidade das duas previsões legais, requer-se, ainda, seja levado em consideração o lucri faciendi causa, o benefício que o Querelado objetivava através desta atitude, tendo em vista serem ambos Candidatos a Vereador do Município de .....

Portanto, aplicável à espécie o aumento de pena (art. 141, § único do CP).

DOS PEDIDOS

Assim sendo, requer digne-se Vossa Senhoria em acolher o presente pedido, para o fim de determinar a ABERTURA do competente INQUÉRITO POLICIAI, ratificando-se o alegado, determinando-se a intimação do Querelado para ser interrogado, sendo na oportunidade pregressado e identificado datiloscopicamente. Para provar o alegado, segue abaixo o respectivo Rol de Testemunhas, as quais comparecerão mediante intimação nos seus respectivos endereços.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]

ROL DE TESTEMUNHAS:

..........

(providenciar pelo menos seis testemunhas - Nome Completo, qualificação - nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF e endereço).