Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Trabalhista Contestação à reclamatória trabalhista (04)

Petição - Trabalhista - Contestação à reclamatória trabalhista (04)


 Total de: 15.244 modelos.

 
Contestação à reclamatória trabalhista.

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA .... VARA DO TRABALHO DE ..... ESTADO DO .....

RT.....
Reclamante: .....

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência apresentar

CONTESTAÇÃO

à reclamatória trabalhista interposta por ....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., pelos motivos de fato e de direito a seguir aduzidos.

1. ILEGITIMIDADE DE PARTE

A pretensão do reclamante de dirigir contra o reclamando .... esta RT não merece guarida dessa Justiça do Trabalho, por não integrar o defendente o quadro social da empresa ..... Igualmente, nunca se serviu dos serviços do Sr. .... para escopo particular. Inexistente, a qualquer título solidariedade ou subsidiariedade de ..... com relação àquela empresa.

Veja-se o estatuto social e a sua primeira e única alteração contratual, constante das folhas 51-54 dos autos em questão. O quadro social da ..... é composto das sócias ..... Nem mesmo no contrato social primitivo.... participava da empresa, sendo estranho à relação jurídica que existiu no passado entre esta e ....., havendo em comum com a empresa somente o sobrenome.

A empresa........ é regularmente constituída e operante desde a sua fundação, em outubro de 1997, mesmo mês em que foi registrado o contrato social perante a Junta Comercial deste Estado, sendo que as cotas de capital se encontram integralizadas. É de propriedade da empresa o maquinário com que desenvolve sua atividade, tendo, inclusive, madeiras em estoque e veículos em seu nome, inexistindo qualquer motivo para a permanência do defendente no pólo passivo desta RT.

Pelas razões precedentes o defendente deve ser imediatamente excluído da lide, nos termos do artigo 267, VI, do Código de Processo Civil, porque provou não ser parte da relação jurídica existente entre reclamado e reclamante, o que requer desse d. Juízo desde logo.
Solidariedade e subsidiariedade não se presumem. É esta a inteligência dos artigos 896, do Código Civil, e 2.º, § 2º, da CLT, conforme se depreende dos arestos que seguem:

RESPONSABILIDADE, SUCESSOR, DÉBITOS TRABALHISTAS, INOCORRÊNCIA, SOLIDARIEDADE, EMPRESA SUCEDIDA.

Configurada a sucessão trabalhista, que não se discute e, considerando que na lei não há previsão de responsabilidade solidária da empresa sucedida, ressalvados apenas os casos, segundo a melhor doutrina, de sucessão simulada ou fraudulenta, ou, segundo uma visão mais arrojada de doutrinadores de escol, a hipótese de o sucessor não ter condições de cumprir as obrigações para com o trabalhador e, ainda, o princípio da não-presunção da solidariedade, insculpido no art. 896 do Código Civil, não pode a Recorrente sucedida ser responsabilizada pelos créditos trabalhistas do Reclamante. Recurso de Revista conhecido e provido.
Por unanimidade, conhecer do Recurso de Revista, por divergência jurisprudencial e, no mérito, dar-lhe provimento para, acolhendo a prefacial de ilegitimidade passiva "ad causam", excluir a empresa DISTRIBUIDORA DE COMESTÍVEIS DISCO S.A. da lide.
TRIBUNAL: TST - PUBLICADO DJ DATA 09/02/2001 PG: 546 - RR 374094/1997 REGIÃO: 01 - ÓRGÃO JULGADOR - QUARTA TURMA – RELATORA: JUÍZA CONVOCADA BEATRIZ GOLDSCHMIDT (destacamos)

TRT-PR-RO-05067-2001- ACÓRDÃO-01117/2002 - PUBLICADO EM 25/01/2002
Origem : 01a. VT DE MARINGA - PR
Relator : Exmo Juiz UBIRAJARA CARLOS MENDES
DECISÃO: por unanimidade de votos, CONHECER DO RECURSO ORDINÁRIO DO RECLAMANTE; no mérito, por igual votação, NEGAR-LHE PROVIMENTO. Custas inalteradas.
EMENTA: RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA – INEXISTÊNCIA. Não possuindo, as empresas reclamadas, comunhão de sócios e a identidade de objetivos sociais, com potencial interferência de uma empresa nos destinos da outra, aí incluída a gestão dos contratos individuais de trabalho, inexiste a tipificação legal da figura do grupo econômico, insculpida no artigo 2º, § 2º, da CLT, para que as empresas se responsabilizem, de maneira solidária, por eventuais créditos devidos ao reclamante. "In casu", não se identifica sequer ingerência administrativa mas mera relação comercial, o que é insuficiente para a caracterização de solidariedade subsidiária. Recurso do autor a que se nega provimento 'in totum'.

O reclamado ..... é parte ilegítima para ser demandado porque nunca teve nenhuma relação jurídica com o reclamante, não existe solidariedade entre ele e a empresa ....., porque são estranhos. Tampouco se pode falar em subsidiariedade, já que os reclamados são independentes jurídica e mesmo economicamente.

2. FALTA DE INTERESSE DE AGIR

Propondo ação contra pessoa estranha à relação jurídica, o reclamante deve ser tido como carecedor da ação, por lhe faltar uma das condições da ação, e o processo, nessas condições, deve ser extinto, sem julgamento do mérito, nos precisos termos do artigo 267, VI, do Código de Processo Civil. Impõe-se, ainda, a condenação do reclamante ao pagamento de honorários de advogado e nas custas do processo, o que se requer.

Não sendo ..... parte legítima para ser demandado, não se encontram presentes os caracteres da necessidade e da utilidade que o reclamante visa obter do pronunciamento jurisdicional. O reclamante não tem interesse de agir contra ...., porque, além de impossível, não é necessário agir contra ele para lograr solucionar a sua reclamatória trabalhista. A idéia de créditos trabalhistas levou o reclamante a formular uma construção equivocada e, conseqüentemente, a voltar-se contra a pessoa equivocada. Inexiste o interesse de agir do reclamante, conforme artigo 3.º do CPC, contra....

Demonstrado está que o defendente é parte ilegítima para figurar no processo porque a) é parte ilegítima para figurar no pólo passivo, e também porque b) falta ao reclamante interesse de agir, condições que exigem a extinção da reclamatória, ainda que encontradas separadas – quanto mais reunidas, requer e espera seja julgada extinta em relação a si esta RT ....., com fundamento no artigo 267, VI, e § 3.º, do CPC, combinado com o artigo 329, também do CPC, pela decretação da carência da ação do reclamante em relação a ....., com a conseqüente retificação da autuação e baixas pertinentes, e o seu prosseguimento, se for o caso, unicamente em face de .....

DOS PEDIDOS

Ad argumentandum, o que se concede tão somente ad argumentandum, no caso em que esse Juízo do Trabalho encontrar do esdrúxulo pedido do reclamante solidariedade ou subsidiariedade, o defendente faz suas as mesmas razões da empresa....conforme peça que esta apresenta, impugnando todos os pedidos do reclamante, em especial as CCTs da categoria dos rodoviários e toda e qualquer diferença e falta de remuneração, bem assim a incidência de reflexos como requerido pelo reclamante.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Trabalhista
Recurdo ordinário de reclamação trabalhista de motorista
Recurso de revista de gerente bancário
Reclamatória trabalhista visando o reconhecimento de vínculo empregatício
Reclamatória trabalhista pleiteando pagamento de horas extras, férias, 13º salário, DSR e interva
Ação anulatória interposta por procurador do trabalho, a fim de anular cláusula de convenção cole
Desvio de função de auxiliar de serviços
Impugnação de inexistência de cargo de confiança
Exceção de incompetência relativa em reclamatória trabalhista
Contestação à ação trabalhista, alegando-se existência de coisa julgada
Reclamação trabalhista de diferença salarial
Reclamação trabalhista de apresentador de tv
Defesa perante a Delegacia Regional do Trabalho, visando transformar o auto de infração lavrado p