Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Tributário Apelação para reforma de sentença no tocante ao arbitramento de honorários advocatícios

Petição - Tributário - Apelação para reforma de sentença no tocante ao arbitramento de honorários advocatícios


 Total de: 15.244 modelos.

 
Apelação para reforma de sentença no tocante ao arbitramento de honorários advocatícios.

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DA ..... VARA DE EXECUÇÕES FISCAIS - SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ....

Execução Fiscal nº ........
Exeqüente: Fazenda Nacional
Executada: .....

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente, nos autos em que colide com ....., à presença de Vossa Excelência apresentar

APELAÇÃO

da r. sentença de fls ....., nos termos que seguem.

Requerendo, para tanto, que o recurso seja recebido no duplo efeito, determinando-se a sua remessa ao Egrégio Tribunal Regional Federal de ...., para que dela conheça e profira nova decisão.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]



EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DE .....

Apelante: ..............
Apelado: Fazenda Nacional

....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG n.º ..... e do CPF n.º ....., residente e domiciliado (a) na Rua ....., n.º ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente, nos autos em que colide com ....., à presença de Vossa Excelência apresentar

APELAÇÃO

pelos motivos de fato e de direito a seguir aduzidos.

COLENDA TURMA
ÍNCLITOS JULGADORES

DOS FATOS

A matéria examinada refere-se a Execução Fiscal, onde foi considerada extinta na sentença de fl. 59, pois devidamente comprovado que os valores cobrados pela Fazenda Nacional estavam regularmente quitados. Declarada extinta a obrigação, deixou de apreciar o pedido da executada, ora apelante, nos termos do Artigo 20, parágrafo 3º, alínea "a" a "c", do Código de Processo Civil, que reza:

"Artigo 20 - A sentença condenará o vencido a pagar ao vencedor as despesas que antecipou e os honorários advocatícios. Essa verba honorária será devida, também, nos casos em que o advogado funcionar em causa própria.

§ 3º Os honorários serão fixados entre o mínimo de 10% (dez por cento)e o máximo de 20% (vinte por cento) sobre o valor da condenação, atendidos: c) a natureza e importância da causa, o trabalho realizado pelo advogado e o tempo exigido para o seu serviço.(grifos nossos)"

Entretanto, não concorda a Apelante, com o fundamento do Magistrado na decisão de fls. 64, onde conheceu os embargos e arbitrou honorários à cargo da Exeqüente, fundamentado no Artigo 20, parágrafo 4º, que diz:

"Artigo 20 - A sentença condenará o vencido a pagar ao vencedor as despesas que antecipou e os honorários advocatícios . Essa verba honorária será devida, também, nos casos em que o advogado funcionar em causa própria. § 4º Nas causas de pequeno valor e nas de valor inestimável, bem como naquelas em que não houver condenação ou for vencida a Fazenda Pública , e nas execuções, embargadas ou não, os honorários serão fixados consoante apreciação eqüitativa do juiz, atendidas as normas das alíneas a a c do parágrafo anterior.(grifos nossos)"

A discordância da apelante está no valor "vil" de R$ 500,00, pois no seu entender o Magistrado não fundamentou devidamente a decisão de fls. 78.

Que parâmetros foram utilizados pelo Juízo a quo que justificasse uma apreciação eqüitativa nesse patamar?

DO DIREITO

Na decisão de fls. 78, o julgador valeu-se da seguinte afirmação: "O Juiz não está obrigado a utilizar-se do parágrafo terceiro do artigo 20 do CPC, ao arbitrar a verba honorária". Ora, diante de tal alegação, é notório a inobservância do contido no Artigo 458, II, do Código de Processo Civil, que assim diz:

"Artigo 458 - São requisitos essenciais da sentença:
(...);

II - os fundamentos , em que o juiz analisará as questões de fato e de direito;
(...)"
(grifos nossos)

Assim sendo, deveria ter sido aplicado o artigo supra, explicitando o Juízo, como chegou ao valor dos honorários de R$ 500,00 (quinhentos reais).

A permanecer a decisão combatida, estar-se-á depreciando o trabalho do advogado e sua profissão em si. Este entendimento é o mesmo declinado pelo ilustre
Desembargador Horta Pereira, em voto proferido no Egrégio Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a saber: "a árdua e sempre bela profissão do advogado, não apenas socialmente útil, mas imprescindível à convivência humana no estado de direito, não merece ser degradada nos dias atuais pela redução percentual dos honorários devidos aos que a exercem com dedicação e eficiência profissional ." (grifos nossos).

Nesse sentido, a apelante colaciona algumas jurisprudências que versam sobre a razão da presente:

AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 292.253-DISTRITO FEDERAL (2000/0018768-2)

" AGRAVO REGIMENTAL - AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO DE DANOS MORAIS IMPROCEDENTE - HONORÁRIOS ARBITRADOS POR EQÜIDADE - RAZOABILIDADE - SÚMULA 7/STJ

I - A estreita possibilidade de revisão de arbitramentos por eqüidade de honorários nesta via, somente é possível quando destoa inegavelmente do princípio da razoabilidade, isto é, quando é tão irrisória que se torna aviltante, ou quando é extremamente exarcebada. (grifos nossos)." (Doc. nº 01)
Aponta, ainda, a melhor jurisprudência:

RECURSO ESPECIAL Nº 244.378-PR (2000/0000109-0)
PROCESSO CIVIL. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. SALÁRIO MÍNIMO. VINCULAÇÃO. IMPOSSIBILIDADE. ENUNCIADO 201 DA SÚMULA/STJ. ARBITRAMENTO DOS HONORÁRIOS. ADEQUAÇÃO AO CASO. LAUDO PERICIAL. NÃO ADSTRIÇÃO (ARTIGO 436, CPC). PRINCÍPIO DO LIVRE CONVENCIMENTO MOTIVADO. RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO.

I - (...);
II - (...);
III - Segundo proclamou o Egrégio Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em voto do Desembargador Horta Pereira, "a árdua e sempre bela profissão do advogado, não apenas socialmente útil, mas imprescindível à convivência humana no estado de direito, não merece ser degradada nos dias atuais pela redução percentual dos honorários devidos aos que a exercem com dedicação e eficiência profissional;

IV - (...). (Doc. 02).

DOS PEDIDOS

Diante de todo o exposto, e confiante na acolhida das presentes razões para fins de reforma da decisão de fls. 64 e 78, pelos fundamentos articulados nos embargos de declaração de fls. e nas presentes razões, requer, mui respeitosamente, seja recebido, conhecido e provido o presente recurso e que Vossa Excelência, ao pronunciar vossa decisão, manifeste-se expressamente sobre as seguintes questões:

1- O arbitramento de honorários advocatícios mínimos de 10% (dez por cento) sobre o valor dado à causa, nos termos do Artigo 20, parágrafo 3º, do Código de Processo Civil, atualizando-se os valores contidos na Certidão da Dívida Ativa, até a data do efetivo pagamento por parte da Fazenda Nacional;

2- Caso não seja possível o acolhimento do pedido supra, requer o arbitramento de honorários advocatícios, baseando-se, assim, no combatido parágrafo 4º do Artigo 20 do Código de Processo Civil, elevando a verba honorária devida ao patamar mínimo de R$ 2.000,00 (dois mil reais), valor esse não ideal, mas minimamente condizente com o grau de zelo profissional, bem como a natureza e importância da causa, como também, o trabalho realizado pelo profissional e o tempo a ele dedicado.

3- Requer a Vossa Excelência seja recebido, processado e provido o presente recurso de apelação, no sentido de na sua totalidade seja reformada a sentença de fls. 64 e 78, pelos motivos aqui e nos embargos de declaração aduzidos.

4- Requer, ainda, que a Fazenda Nacional seja intimada para responder sobre a presente apelação, dentro do prazo legal.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Tributário
Impugnação à nomeação de títulos da dívida pública como garantia de execução
Execução fiscal de reforço da penhora
Apresentação de esclarecimentos da notificação de débito do ICMS
Exceção de pré-executividade fiscal
Nulidade de sentença de contribuição previdenciária
Requer o envio dos autos para a exequente
Medida cautelar incidental pleiteando-se a suspensão de execução, além de efeito suspensivo do ag
Agravo de instrumento ante concessão de liminar em mandado de segurança
Embargos à execução fiscal sob arguição do princípio da não cumulatividade do ICMS
Pretensão suspender os efeitos da decisão "a quo" em agravo de instrumento
Pedido visando a compensação de valores recolhidos indevidamente à título de incidência de contri
Ação declaratória de inexistência de relação jurídica, com pedido de antecipação de tutela, ante