Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Trabalhista Reclamação trabalhista de comissão e hora extra

Petição - Trabalhista - Reclamação trabalhista de comissão e hora extra


 Total de: 15.245 modelos.

 

GRUPO ECONÔMICO - VENDEDOR - COMISSÃO - DEMISSÃO SEM JUSTA CAUSA - HORA EXTRA - FGTS - MULTA CONVENCIONAL

EXCELENTÍSSIMO DOUTOR JUIZ DA ....... VARA DO TRABALHO DE ...........

................., brasileira, vendedora, portadora da Carteira de Trabalho e Previdência Social n.º .........., Série ..........., residente e domiciliada na rua ............., n.º ......., ap. ...., .............., .........., Estado do ........, CEP ........., por intermédio de seu procurador abaixo assinado, ............., brasileiro, casado, advogado regularmente inscrito na OAB-.... sob n.º .........., com escritório profissional na rua ........, n.º ......., ap. ....., ..........., Estado do ........., onde recebe notificações e intimações, vem com o devido respeito e acatamento diante de V. Exa., promover

RECLAMAÇÃO TRABALHISTA

contra ..........., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob n.º ..........., com sede na avenida ..........., n.º .........., .........., Estado do ........, CEP .......... e .........., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob n.º ..............., com sede na avenida ..........., n.º ........, ............., ............., Estado do ..........., CEP ....................., passando, para tanto, a expender as seguintes razões de fato e de direito:

DO GRUPO ECONÔMICO

As Reclamadas, por pertencerem ao mesmo grupo econômico, devem ser condenadas solidariamente pelos débitos trabalhistas oriundos do contrato de trabalho firmado com a Reclamante (CLT - art. 2º, § 2º).

DO CONTRATO DE TRABALHO

A Reclamante prestou serviços de ..... de ......... de ......... até ..... de .......... de ......... para a segunda Reclamada nesta Capital, exercendo as funções de vendedora. Percebeu como maior remuneração a importância de R$ ...........

Ao ter sido dispensada sem justa causa não recebeu todas as verbas a que fazia jus. Senão vejamos:

DAS DIFERENÇAS DE COMISSÕES

Quando da homologação da rescisão de seu contrato de trabalho, a Reclamante fez consignar a ressalva de que não foram unificadas as suas comissões ao DSR, conforme prevê a CCT/...., em anexo.

Devido, portanto, o pagamento da referida verba que, por integrar a remuneração da mesma, deverá refletir sobre o décimo terceiro salário, as férias, acrescidas do terço constitucional e o FGTS.

DA JORNADA DE TRABALHO

A jornada para a qual a Autora foi contratada compreendia o período de segunda a sexta-feira, das ..... às .... h, com 02 (duas) horas de intervalo para alimentação e descanso. E, aos sábados, laborava das .... às .... h

Contudo, três vezes durante a semana, em média, laborava até às ....h.

Devido, portanto, o pagamento das horas excedentes à oitava diária e à quadragésima quarta semanal, que deverá refletir sobre o DSR, o décimo terceiro salário, as férias, acrescidas do terço constitucional, o aviso prévio e o FGTS.

DO FGTS

No curso da relação de emprego, a segunda Reclamada não efetuou corretamente o recolhimento das parcelas fundiárias do Reclamante, em decorrência do que acima se narrou.

Assim, reclama-se a juntada aos autos pela segunda Reclamada dos demonstrativos dos depósitos realizados, mês a mês, para que se apurem as diferenças existentes, acrescidas de 40% (quarenta por cento), sob pena de execução direta por quantia equivalente.

Todas as verbas acima pleiteadas deverão incidir sobre o FGTS no percentual de 11,2% (onze vírgula dois por cento).

DA MULTA CONVENCIONAL

A inobservância do disposto na CCT/.... em anexo, quanto à unificação das comissões da Reclamante, impõe a aplicação da multa estabelecida no mesmo diploma convencional.

DAS MULTAS DOS ARTIGOS 467 E 477 DA C.L.T.

Ante ao descumprimento, pela segunda empresa demandada, das suas obrigações e, tendo em vista que a Reclamante não deu causa ao afastamento, requer-se a aplicação das multas previstas nos artigos 467 e 477 consolidados.

Isto posto, é a presente para reclamar:

a) a responsabilização solidária das reclamadas pelas verbas postuladas no presente feito (CLT - art. 2º, § 2º);

b) a unificação das suas comissões referentes ao período de ......... de ...... até ......... de ............. ao DSR, conforme disposto na CCT/...., com os reflexos incidentes sobre o décimo terceiro salário, as férias, acrescidas do terço constitucional, e o FGTS;

c) seja a segunda Reclamada compelida a juntar os recibos de pagamento da Autora, sob as penas do artigo 359 do Código de Processo Civil, aplicável subsidiariamente ao texto consolidado (CLT - art. 769);

d) o pagamento das horas excedentes à oitava diária e à quadragésima quarta semanal, que deverá refletir sobre o DSR, o décimo terceiro salário, as férias, acrescidas do terço constitucional, o aviso prévio e o FGTS;

e) o pagamento da multa de 40% (quarenta por cento) sobre a correta verba fundiária que deveria ter sido recolhida durante a vigência do contrato de trabalho, além de 11,2% (onze vírgula dois por cento) a título de FGTS sobre as verbas pleiteadas;

f) a juntada aos autos dos demonstrativos dos depósitos realizados, mês a mês, na conta do FGTS da Autora, para que se apurem as diferenças existentes, sob pena de execução direta por quantia equivalente;

g) a aplicação da multa prevista na CCT/... em anexo, conforme exposto na fundamentação;

h) o pagamento, na primeira audiência, das verbas incontroversas, sob pena de dobra, nos termos do disposto no artigo 467 da C.L.T.;

i) a aplicação da multa prevista no artigo 477 Consolidado, tendo em vista que a Reclamante não deu causa à dispensa;

j) sejam as verbas ilíquidas apuradas em execução de sentença, por cálculos, com os devidos acréscimos legais;

l) sejam deferidos os honorários de sucumbência, face ao disposto no artigo 133 da Constituição Federal, assim como o contido na Lei n.º 8.906/94;

m) sejam oficiadas as autoridades competentes, notadamente a Delegacia Regional do Trabalho e o douto representante do Ministério Público do Trabalho, para a fiscalização e adoção das providências cabíveis, em vista das irregularidades noticiadas;

n) a notificação das Reclamadas nos endereços já declinados, mediante a expedição das respectivas cartas precatórias para, querendo, apresentarem defesa, sob pena de revelia;

o) a produção de todas as demais provas em direito admitidas, mormente os depoimentos pessoais dos representantes legais das Reclamadas, bem como a oitiva de testemunhas;

p) seja julgada inteiramente procedente a presente reclamação, com a condenação das Reclamadas no principal, acrescido da correção monetária e juros legais, nos termos do Enunciado n.º 200 do TST, além das custas processuais e honorários advocatícios.

Dá-se à causa o valor de R$ .............

N. Termos,

P. Deferimento

............., ...... de ...... de ......

................
Advogado


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Trabalhista
Interposição de recurso de revista em face de acórdão que violou lei federal
Medidas cautelares trabalhista
Embargos de terceiro por relação matrimonial entre embargante sócia da empresa reclamada
Reclamatória trabalhista com medida liminar para reintegrar dirigente sindical
Pedido de liquidação por artigos em autos de reclamatória trabalhista
Pedido de homologação de acordo em sede de execução trabalhista
Pedido de indenização em face de acidente de trabalho por parte de empregado não qualificado tecn
Declaração de existência do pacto laboral
Contestação à reclamatória trabalhista, na qual a empresa anexa comprovantes de pagamento das ver
Recurso ordinário interposto por instituição bancária ante sentença que julgou parcialmente proce
Pedido de indenização por dano moral e material em razão de incapacidade laborativa
Reclamatória trabalhista, pleiteando-se declaração de estabilidade de cenária e unicidade contrat