Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Imobiliário Nulidade de participação de inadimplentes na destituição de síndico

Petição - Imobiliário - Nulidade de participação de inadimplentes na destituição de síndico


 Total de: 15.244 modelos.

 

ASSEMBLÉIA CONDOMINIAL - NULIDADE - ART 535 CPC - SENTENÇA OMISSA - CONVENÇÃO - AUSÊNCIA DE CARTA REGISTRADA - PARTICIPAÇÃO DE INADIMPLENTES NA DESTITUIÇÃO DE SÍNDICO - OMISSÃO


EXCELENTÍSSIMO. SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ... VARA CÍVEL DA COMARCA DE ... - ...

Autos sob n.º .../ ...
 

..., já devidamente qualificado nos autos supramencionados, por seu advogado ao final subscreve, vem, respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, com fundamento no que dispõe o artigo 535 e seguintes, do C.P.C. e nas razões a seguir expostas, apresentar

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO,

com respeito à r. sentença de fl. .../..., proferida por esse MM. Juízo, que julgou improcedente a ação ordinária de nulidade de assembléia.

1. DO RESUMO DOS FATOS

Em ..., foi proposta ação de ordinária de nulidade de assembléia (autos n.º .../..), figurando no pólo ativo o Sr. ... e, no pólo passivo, a Sra. ... e outro.

No curso da demanda, houve a propositura de uma medida cautelar inominada (preparatória) e de uma ação declaratória de convalidação de assembléia (principal), que por sua vez tramitaram regularmente sob os nsº .../... e ../....

Os fundamentos jurídicos invocados pelo Embargante na ação ordinária de nulidade de assembléia, são de que:

1º) A maioria dos proprietários não residem no edifício, sendo indispensável a convocação destes através de Carta Registrada (art. 6º, da Convenção de Condomínio);

2º) o número de convocados não totalizou 2/3 da totalidade de condôminos, ferindo o disposto no artigo 25, §5º, da Lei 4.591/64;

3º) os votos dos inadimplentes que participaram da substituição do síndico são vedados pelo artigo 7º, da Convenção de Condomínio. Portanto são nulos;

4º) os votos dos apartamentos ..., ..., ... não constam do livro. O voto do apartamento ... que obviamente corresponde a 01 (hum), foi contado em duplicidade e, o voto do apartamento ... é de pessoa totalmente estranha ao condomínio (não é locatário nem proprietário). O voto do apartamento ..., que apesar de ser procurador do proprietário não se fez presente na assembléia.

Devidamente instruído, os autos foram conclusos para a sentença, que a seu turno julgou improcedente a pretensão deduzida nos autos n.º .../... e, por conseqüência, julgou procedente o pedido formulado nos autos nsº .../... e .../....

Em que pese o entendimento exposto na r. decisão de fls. .../..., houve omissão em relação a alguns pontos fundamentais.

2. DAS OMISSÕES DA SENTENÇA

A primeira omissão constatada na sentença, diz respeito a ausência de qualquer comentário acerca do disposto no artigo 6º, da Convenção do Condomínio Edifício ..., que estabelece procedimentos à convocação dos condôminos nas assembléias.

"Art. 6º As assembléias gerais serão convocadas mediante carta registrada ou protocolada, pelo síndico ou por Condôminos que representem, pelo menos a metade mais um do condomínio e serão realizadas no próprio condomínio ." (destacou-se)

Neste tópico, vale acrescentar que a ausência de comunicação dos proprietários que não residem no condomínio foi reconhecida durante a colheita dos depoimentos testemunhais prestados pelos próprios Embargados. Contudo, tal situação deixou de ser devidamente abordada na sentença.

É importante observar que a maioria dos proprietários dos imóveis no mencionado condomínio não reside no prédio. Os moradores que ali se encontram são locatários em sua maioria. Portanto, é indispensável a convocação dos proprietários mediante carta registrada afim de viabilizar sua participação, pois são os principais interessados na preservação de seus bens.

A Segunda omissão reside na legalidade ou ilegalidade da participação dos inadimplentes na destituição do síndico. Muito embora o relatório da sentença tenha indicado a existência deste vício, não houve qualquer justificativa acerca da validade dos votos dos participantes inadimplentes. Aliás, tal impedimento sequer foi cogitado no transcorrer da justificativa da sentença.

Para que a sentença julgue improcedente a pretensão do Embargante, é indispensável que analise e fundamente se é legal ou ilegal a proibição contida na Convenção do Condomínio no tocante a participação de inadimplentes nas assembléias.

Como é possível observar, houve omissão em relação aos principais fundamentos da pretensão deduzida na exordial. Os pontos omissos aqui indicados e, a farta documentação anexa, comprovam de forma cabal a total nulidade e irregularidade da assembléia realizada, pois o direito do embargante a anulação da assembléia é INCONTESTÁVEL.

Levando-se em consideração as visíveis omissões aqui declinadas, faz-se necessário a sua correção nos exatos termos do artigo 535, II, do C.P.C..

3. DO PEDIDO

Diante do exposto, requer de V. Exa. A apreciação sobre todos os pontos aqui indicados para fins de suprir as omissões constantes na sentença.

N. Termos,
P. Deferimento.


..., ... de ... de ...


.......................
Advogado
OAB/... N.º ...


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Imobiliário
Locação de imóvel residencial realizado através de procurador com atualização monetária pelos índ
Recurso especial de alteração de fachada
Pedido de manutenção de posse, devido à turbação quanto à utilização de garagem em condomínio
Impugnação à contestação em ação de alienação judicial
Impugnação à contestação em ação de indenização por danos decorrentes da entrada de água em unida
Ação monitória em decorrência de multas condominiais vencidas e não pagas pelo devedor
Trata-se de contestação à ação sumária de cobrança, alegando-se ilegitimidade passiva e denunciaç
Ação de despejo para uso de descendente
Ação de despejo ante a descumprimento de prazo acordado para retirada de locatário, quando da com
Sublocação de imóvel residencial (02)
Sublocação de imóvel comercial (03)
Indenização de dano material por falta de entrega da chave