Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Penal Pedido de absolvição de estelionato

Petição - Penal - Pedido de absolvição de estelionato


 Total de: 15.244 modelos.

 

ESTELIONATO - CONCURSO DE AGENTES - IMPOSSIBILIDADE - Pedido de ABSOLVIÇÃO - Ausência de configuração - CRIME CONTINUADO - ART 395 CPP

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA .... VARA CRIMINAL DE ....

Autos nº .... - AÇÃO PENAL

...., já qualificado nos autos da ação supra, por seu advogado adiante assinado, com escritório nesta Capital, na Rua .... nº ...., onde recebe intimações e notificações, vem, com o respeito e acatamento devidos a V. Exa., ofertar sua DEFESA PRÉVIA, aduzindo o que segue:

a) A denúncia é improcedente. Impõe-se a absolvição do acusado.

b) O acusado não agiu de forma a obter para si, ou outrem, vantagem ilícita. Também não acarretou prejuízo a quem quer que seja. Não induziu terceiro em erro e não manteve alguém em engodo, visando vantagem para si e prejuízos a terceiros cumpre relevar, que o acusado limitou sua ação ao transporte de mercadoria lícita, mediante nota fiscal e entrega ao consumidor, O QUAL JAMAIS SE MANIFESTOU LESADO. "O sujeito passivo DEFINIDO é elemento indispensável à admissão da figura prevista no art. 171 do CP" (TACRIM-SP) (RT 640/313).

c) O acusado não concorreu para a figura delituosa prevista na denúncia, tanto que não adulterou os produtos descritos na exordial, como também não comercializou os referidos produtos. Considerando-se que "co-autoria é a realização conjunta de um delito por várias pessoas que colaboram CONSCIENTE E VOLUNTARIAMENTE (cfm. Munhoz Conde)" e, ainda, considerando-se que em face do novo sistema penal, atualmente é nítida a diferença entre autoria e participação, há que se concluir, obrigatoriamente, não haver co-autoria do denunciado, impondo-se a sua absolvição.

d) Por derradeiro, mesmo que tivesse acusado praticado o ilícito penal, ainda assim, descabe afirmar, como faz a denúncia, de que teria havido continuação delituosa, visto que "para que os crimes subsequentes possam ser havidos como continuação do primeiro, não basta a homogeneidade das condutas típicas, no que diz com as condições de tempo, lugar e maneira de execução. Impende considerar o elemento subjetivo do agente. Se os delitos resultaram de deliberações autônomas não se pode afirmar existente o nexo de continuidade (RSTJ 8/11, BMJ 83/23 e RT 666/366).

e) Ausentes os elementos tipificadores da conduta delituosa descrita na peça vestibular, a absolvição do acusado é medida que se impõe, como resultado da melhor JUSTIÇA é o que requer o denunciado.

Por oportuno, apresenta o rol de testemunhas:

1ª- ...., domiciliado nesta Cidade e residente na Rua .... nº ....;

2ª- ...., domiciliado nesta Cidade e residente na Rua .... nº ....;

3ª- ...., domiciliado nesta Cidade e residente na Rua .... nº ....;

4ª- ...., domiciliado nesta Cidade e residente na Rua .... nº ....;

5ª- ...., domiciliado nesta Cidade e residente na Rua .... nº ....;

Pede deferimento.

...., .... de .... de ....

..................
Advogado


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Penal
Auto de prisão em flagrante por crime de ameaça
Pedido novo julgamento
Contra-razões de preclusão da decisão que concedeu prisão domiciliar
Requer a reapreciação da matéria objeto do litígio (02)
Alegações finais pelo acusado, aduzindo a inexistência de apropriação indébita
Recurso e razões de nulidade do processo por ausência da intimação do réu para audiência de instr
Justificativa de audiência admonitória
Prestação de fiança para liberdade do réu, preso em flagrante por crime de furto
Recurso de apelação inconformada com a sentença prolatada na ação
Carta testemunhável de denegado seguimento de recurso em sentido estrito
Alegações finais de preliminar de cerceamento de defesa de roubo
Contrariedade ao libelo de antecedentes e cópia da denúncia ao réu