Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Cartas Apresentação Dicas para uma carta de apresentação

Cartas - Apresentação - Dicas para uma carta de apresentação


 Total de: 15.245 modelos.

 

Dicas para uma carta de apresentação


Confira as sugestões que vão melhorar o seu texto e ajudá-lo a conquistar novas oportunidades de entrevistas.

Assim como um bom currículo, uma carta de apresentação expressiva conta pontos preciosos na hora de conquistar o selecionador. Mas cuidado para não confundi-la com um resumo do currículo. A carta de apresentação é, na realidade, um chamariz para que o recrutador se interesse por sua oferta de trabalho. Ela deve conter uma síntese das principais realizações profissionais, uma explicação objetiva sobre as pretensões a determinado cargo e uma argumentação final otimista, gerando assim possibilidade de resposta.

Além da carta de apresentação tradicional, redigida em papel e enviada pelo correio juntamente com o currículo, atualmente ela ganhou uma versão virtual. Com a popularidade da internet, grande parte dos envios de currículo é feita via e-mail. Neste caso, o "corpo" do e-mail acaba sendo a própria carta - o currículo deve estar anexado. Dê especial atenção ao título da mensagem, ele é o chamariz para que a pessoa abra o e-mail. Uma boa idéia é pesquisar na página da empresa na internet para descobrir qual é o foco de seu negócio e relacionar título com algo de destaque do site.

Confira mais dicas para fazer sua carta de apresentação:
 

  • No e-mail, o corpo da mensagem deve fazer referência ao título e às suas competências técnicas;
     
  • Evite modelos prontos, crie você mesmo a sua carta. Assim, o selecionador pode avaliar suas características psicológicas e técnicas, como capacidade de expressão e domínio da língua portuguesa;
     
  • Usar criatividade e bom gosto não é proibido. Deve-se apenas ter cuidado para não cometer exageros, não parecer abusado demais e evitar pedidos inoportunos;
     
  • Não envie apenas para o setor de RH ou responsável pelo recrutamento, mas também para sua área de interesse;
     
  • Destaque na carta seus projetos de sucesso, aquilo em que é "expert". Liste alguns de seus principais feitos em suas experiências anteriores;
     
  • Redija a carta colocando características profissionais e pessoais que façam com que o leitor o considere para a posição pretendida;
     
  • O texto deve ter, no máximo, dois parágrafos de três linhas cada. Lembre-se de respeitar o tempo de quem está lendo sua carta;
     
  • Avalie a cultura da empresa para saber se a linguagem deve ser mais ou menos formal;
     
  • A carta é o espaço no qual você deve fazer seu marketing pessoal, mostrar quem é você, ressaltar suas experiências e qualidades que podem fazer a diferença na empresa;
     
  • Coloque sempre o nome e o cargo da pessoa para quem você vai enviar a carta. Na falta dessas informações, coloque o departamento;
     
  • Não esqueça de colocar o nome da empresa (tenha certeza de que ele está correto). Isso mostra que você sabe com quem está falando;
     
  • Ao contrário do currículo, que não deve ser assinado, na carta deve ter sua assinatura no final;
     
  • A primeira impressão sempre é a que fica. Portanto, tenha atenção redobrada para o vocabulário e o tom que você vai adotar no texto;
     
  • Não mencione aspectos negativos ou que não tenham relação com o cargo;
     
  • Antes de enviar a carta, leia-a diversas vezes para evitar erros gramaticais e certifique-se de que as informações foram colocadas em uma ordem lógica;
     
  • A carta não pode passar de uma página e deve ser redigida em A4 ou papel-carta de boa qualidade;
     
  • O papel deve ser branco ou de cor suave. Não use papéis muito chamativos, pois eles destroem a sobriedade da carta.

Veja mais modelos de documentos de: Cartas - Apresentação