Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Ações / Bolsa de Valores - Ação preferencial, o que é 

Data: 01/11/2008

 
 

Ações preferenciais são uma classe de ações que paga uma taxa pré-definida de dividendos acima do dividendo atribuído às ações ordinárias, e com preferência sobre estas relativamente ao pagamento de dividendos e à liquidação de ativos.

O dividendo preferencial é normalmente cumulativo, o que significa que se por qualquer razão não for pago, deverá ser adicionado ao dividendo do exercício seguinte. As ações preferenciais não conferem, habitualmente, o direito a voto.

O não pagamento de dividendos durante um número de exercícios pré-estabelecido pode levar ao acionar de cláusulas que convertem as ações preferenciais em ações ordinárias, com todos os direitos destas (nomeadamente, o de voto).

"Fizemos uma parceria com o site ThinkFn ,e esse é o início do artigo. Caso esse link fique fora do ar, entre em contato."
Para ler o conteúdo na íntegra acesse o artigo, Ação preferencial.



 
Referência: thinkfn.com
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoSaiba como os recrutadores descobrem as mentiras dos profissionais
Carreira / EmpregoEmpregabilidade e empresariedade: você sabe o que significam?
Análise técnica (ações)Vale a pena confiar nos padrões gráficos propostos pela análise técnica?
Carreira / EmpregoQuem tem disciplina, tem tudo
Modelos de documentosAtraso na entrega
Empréstimo / FinanciamentoNa hora de fazer empréstimos, cuidado com os golpistas!
Carreira / EmpregoO Primeiro Dia de Trabalho
Carreira / EmpregoUm estranho no ninho: o que fazer quando não se identifica com a empresa?
Defenda-seConstituição Federal - Íntegra da lei : » Título IV - Da organização dos poderes »»» Capítulo IV - Das funções essenciais à Justiça
Entrevista de empregoQuando começar a falar de investimentos com os filhos?