Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Consumidor - Atenção, consumidor! Cobrar pelo boleto bancário é ilegal, orienta Procon-SP 

Data: 30/05/2007

 
 

Apesar de muito comum, a prática de cobrar o consumidor pelo boleto bancário é ilegal, de acordo com a técnica de proteção e defesa do consumidor da Fundação Procon-SP, Renata Reis.

Segundo ela, o fornecedor não pode repassar os custos e/ou riscos do negócio para o cliente. E mesmo que isto esteja previsto em contrato, é abusivo e deve ser contestado.

Diga não à cobrança!
Conforme orienta Renata, os bancos já pagam as outras instituições financeiras para que aceitem receber seus boletos, o que é chamado de tarifa interbancária. Desta maneira, o consumidor não pode arcar com nenhuma despesa que não seja o produto ou serviço que esteja adquirindo.

"Os cidadãos devem questionar as empresas sobre este tipo de cobrança, já que as cláusulas que prevêem isso são nulas de pleno direito", orienta a técnica do Procon-SP.

A ilegalidade da cobrança também é confirmada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), que sugere aos consumidores lesados que denunciem a infração.

Contestar é o primeiro passo
Ainda de acordo com a especialista, sempre que detectar a cobrança, o cliente deve procurar a empresa e solicitar o estorno do valor e/ou outra forma de pagamento.

Isso porque, segundo o Idec, se a empresa oferece a opção de pagamento por meio de boleto bancário, deve firmar uma parceria com o banco e pagar por isso.

Além do mais, conforme lembra Renata, o consumidor não tem certeza se a taxa cobrada é a que a empresa realmente está pagando ao banco ou se é superior a isso.

Defesa do consumidor
Caso a contestação junto à empresa não surta efeito, o cliente deve procurar algum órgão de defesa do consumidor, como o Idec e o Procon-SP, levando o contrato e algum comprovante da cobrança abusiva.

A entidade, por sua vez, redigirá uma carta solicitando o ressarcimento do valor e enviará ao responsável. Se mesmo assim não houver resultado, o consumidor deverá procurar a Justiça e pedir o reembolso do valor em dobro.

Projetos de Lei
Apesar de terem sido criados três projetos de lei proibindo a cobrança pelos boletos - 993/03, do deputado André Luiz (PMDB-RJ); 5336/05, do deputado Carlos Nader (PL-RJ); e PL 5913/05, do deputado Marcos de Jesus (PL-PE) - eles foram arquivados pela Mesa da Câmara no dia 31 de janeiro deste ano.



 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Investimentos / FundosAntes de aplicar saiba o que são os Fundos Setoriais de Energia
Carreira / EmpregoJornada de trabalho mais flexível é uma escolha que cabe somente à empresa
Análise técnica (ações)Swing Trade: juntando candles e Fibonacci em operações bem sucedidas
Modelos de documentosProcuração para agir em inventário
Modelos de documentosInstrumento Particular de Contrato de Prestação de Serviços Profissionais Contábeis
Carreira / EmpregoRancor no ambiente de trabalho – um obstáculo ao crescimento
FilhosCelular: será que está mesmo na hora de comprar um para o seu filho?
Carreira / EmpregoMérito é principal causa de promoção dos profissionais, diz pesquisa
SaúdeIntolerância à lactose
Carreira / EmpregoCom diploma e sem emprego: o que fazer?