Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Ações / Bolsa de Valores - Impaciente e mais propenso ao risco? Investir em crescimento é a saída 

Data: 30/05/2007

 
 
A percepção de que ações de empresas bem administradas, de maior porte e consagradas em mercados com boas perspectivas de crescimento se apresentam como uma alternativa de investimento menos arriscada é bastante difundida no mercado de renda variável.

A contrapartida dessa maior "segurança" (ou melhor: menor risco) é que estes papéis usualmente apresentam curvas de crescimento e potencial de valorização menos acentuado.

O acesso a informações e a análises de profissionais de investimentos é mais simples, o que faz com que o preço destes normalmente reflitam de uma forma mais próxima a realidade da empresa. A maior liquidez também favorece a atuação de grandes e qualificados investidores.

Troque o investimento em valor pelo em crescimento
A percepção que fica é de que estas ações, comumente chamadas de blue chips, são alternativa interessante para investidores mais avessos ao risco e com foco de longo prazo. Mas e os aplicadores menos pacientes e mais propensos ao risco devem comprar ações de que tipo de empresa?

Essa resposta não é tão simples de ser respondida, mas Aswath Damodaran, professor de Finanças na Universidade de Nova York e detentor de uma série de prêmios por excelência em ensino, sugere que investir em crescimento, em contrapartida ao investimento em valor, pode ser uma boa.

"Definimos os investidores em crescimento como sendo aqueles que compram empresas cujo potencial de crescimento está sendo sub-avaliado pelo mercado", explica.

Empresas de segunda e terceira linha
Neste contexto, a alternativa seria as empresas de segunda e terceira linha com boas perspectivas de crescimento.

"Vários estudos têm constatado de forma consistente que as empresas pequenas geram retornos maiores do que as empresas grandes de risco equivalente", informa Damodaran, ressaltando, no entanto, que isso usualmente ocorre por um período menor de tempo.

O professor comenta que as ações de empresas de menor porte recorrentemente apresentam ciclos de valorização menores, porém mais fortes do que as das grandes empresas .

Mas como identificar boas oportunidades
Reiterando a percepção de que praticamente todas as estratégias de investimento têm potencial para serem vitoriosas quando bem desenvolvidas, tão bem sucedido quanto Warren Buffet, o ícone dos investidores em valor, temos Peter Lynch para ilustrar o potencial da estratégia de se investir em crescimento.

Após muitos anos de erros e, pelo visto, um maior número de acertos, Lynch desenvolveu algumas máximas que, em sua opinião, ajudam a identificar boas oportunidades.

 
 
1 - Preste atenção a fatos e não a projeções;
2 - Antes de investir em uma empresa, analise o seu balanço anual para ver se ela é financeiramente saudável;
3 - Quando vários detentores de informações privilegiadas estão comprando ações de uma empresa ao mesmo tempo, isso é um bom sinal;
4 - Um investidor médio pode monitorar de cinco a dez empresas de cada vez, mas isto não quer dizer que vá comprar qualquer uma delas;
5 - Seja paciente. Algumas ações demoram de três a quatro anos, após a termos comprado, para apresentar bons resultados. Outras podem levar até 10 anos;
6 - Entre cedo, mas nem tanto. Comprar muito cedo significa assumir muitos riscos. Mas não vacile para não entrar tarde demais;
7 - Não compre ações baratas apenas porque são baratas. Compre-as porque seus fundamentos estão melhorando;
8 - Compre pequenas empresas depois que estiverem tido a oportunidade de mostrar que podem ser rentáveis;
9 - Os tiros no escuro frequentemente saem pela culatra ou "não saem";
10 - Investigue 10 empresas e é provável que encontre uma com perspectivas brilhantes não refletidas em seu preço.


 
Referência: InfoMoney
Autor: Marcello de Almeida
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
LeisNovo Código Civil ? Lei nº 10.406 de 10/1/2002 (Parte Geral) »»» Livro III - Dos Fatos Jurídicos »»» Título II - Dos Atos Jurídicos Lícitos
AluguelVai alugar imóvel? Confira as vantagens e desvantagens das garantias de locação
Economizar / Poupar10 motivos para poupar e investir todos os meses
Impostos / TributosPensão alimentícia: como efetuar a dedução na declaração de IR?
ConsumidorQuebrou, consertou, quebrou de novo? Veja seus direitos quanto à assistência técnica
Carreira / EmpregoFGTS: tudo o que você precisava saber sobre esse benefício
ImóveisContrato é o principal meio para evitar problemas com locação
Defenda-seJuizados Especiais Federais - Atribuições
Como agirO que fazer em caso de falecimento
SegurosDicas para poupar no seguro de vida