Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Finanças pessoais - Como morar sozinho sem estourar o seu orçamento 

Data: 30/05/2007

 
 

Alguns vão por causa da faculdade. Outros, porque já conquistaram a independência financeira. E ainda existem aqueles que não conseguem mais viver sob o mesmo teto que os pais.

Sair de casa para morar sozinho, longe da família, é um dos primeiros desafios da vida adulta. Chegam contas para pagar, e acaba-se aquela mordomia da casa, comida e roupa lavada. Geladeira cheia? É preciso passar no supermercado antes.

Dono do próprio nariz
Ainda que o conforto caia um pouco, vale lembrar que ser dono do próprio nariz compensa qualquer diminuição no padrão de vida. Controlar o orçamento é a primeira tarefa para obter sucesso nessa nova fase da vida.

Aqui vão dicas importantes para que suas finanças estejam sempre saudáveis e, para que num momento de "vacas magras", você não seja obrigado a voltar para a casa de seus pais.

Controlar os gastos
Pode parecer óbvio, mas o primeiro cuidado começa com as suas despesas. Faça uma lista de todos os seus gastos mensais fixos. Coloque também o quanto você gasta com baladas, restaurantes e todas aquelas despesas que costumam variar a cada mês.

Aproveite os recursos e ferramentas do seu computador para organizar suas finanças. Assim, você terá uma idéia do quanto você está gastando todo mês e para onde seu dinheiro está indo.

Seus gastos são compatíveis com a sua renda? Você não está gastando mais do que deveria? Se a resposta for positiva, quais despesas podem ser cortadas da sua planilha? As baladas estão ocupando muito espaço no seu orçamento? Por que não aproveitar que você está morando sozinho e promover mais reuniões em casa com os amigos?

Reservas
O próximo passo é subtrair todas as despesas do valor da sua renda. O indicado é que o resultado seja positivo. Além disso, para ter uma vida financeira estável, sem mudanças drásticas no seu padrão de consumo, é razoável pensar numa poupança mensal. Recomenda-se economizar pelo menos 10% da sua renda. Se você ganha R$ 1.000 por mês, assim que o dinheiro cair na sua conta, procure poupar pelo menos R$ 100.

É importante ter dinheiro guardado para situações de emergência. Mesmo que você ainda seja sustentado pela família, o ideal é ter o suficiente para cobrir gastos num período de seis meses. Como no exemplo acima, se suas despesas mensais são de R$ 800, multiplique esse valor por seis e o resultado será o montante que deve estar guardado para tempos difíceis. Lembre-se que você pode perder o emprego, ou optar por parar o estágio para se dedicar mais à faculdade.

Quando são os pais que ficam numa situação financeira complicada, os filhos acabam tendo que baixar seu padrão de vida também. Se você mora sozinho, mas ainda vive com a ajuda da mesada dos pais, não vale a pena se descuidar. Já pensou ter que parar de freqüentar aquela balada que você gosta tanto ou ter que cortar o celular da sua lista de despesas? Melhor estar prevenido. Voltar para a casa dos pais por questão de dinheiro nem sempre é uma boa saída!



 
Referência: InfoMoney
Autor: Equipe Infomoney
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Negócios / EmpreendedorismoConteúdo de TV via web no ambiente de trabalho pode aumentar produtividade
UtilidadesOnde reclamar : Em caso de dúvidas, reclamações ou problemas com instituições financeiras
FilhosQuando o filho começa a gerar renda, como organizar as finanças da família?
Modelos de documentosDirigindo-se às autoridades: Justificativa de ausência de jurado ao Tribunal do Júri
Negócios / EmpreendedorismoMiopia e Astigmatismo Corporativos
Carreira / EmpregoTemperamento explosivo: como utilizá-lo de maneira eficiente na carreira?
Turismo / ViagensHospedagem em Campings: Associações
SaúdePlanos de Saúde: Restrição para fazer exame é correta?
Currículo (curriculum)Palavras para um currículo de sucesso
MotivaçãoO reconhecimento motiva colaboradores?