Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Empréstimo / Financiamento - Bancos financiam reforma da casa; reflita antes de tomar o empréstimo 

Data: 27/12/2007

 
 

Com a chegada do final do ano, os brasileiros pensam em reformar a casa própria. Para se ter uma idéia, pesquisa realizada pela Fecomercio-RJ (Federação do Comércio do Rio de Janeiro) mostra metade dos brasileiros que poupa usa o dinheiro para isso. De olho nesse público, instituições financeiras lançam linhas de crédito com a finalidade de ajudar o consumidor.

De acordo com o Diário do Comércio, publicação oficial da Associação Comercial de São Paulo, a obtenção do crédito é fácil e as condições de pagamento são atrativas, com juros que chegam a 1,5% ao mês. Antes de aderir a uma das linhas de crédito, no entanto, o consumidor deve analisar o próprio orçamento.

Condições
O Banco Fibra, por exemplo, oferece empréstimos para estabelecimentos comerciais, casas e terrenos com procedimento simples e seguro contra desemprego e perda de renda. "A liberação do crédito é rápida, em cerca de dez dias úteis, pois a emissão dos documentos é feita pela internet", disse o vice-presidente de operações de varejo do Fibra, Marcio Ronconi.

O Total Casa Construção e Reforma libera até 70% do valor de imóveis com preço a partir de R$ 40 mil. É possível emprestar o montante máximo de R$ 300 mil, com juros de 1,5% ao mês mais índice de correção e com prazo de pagamento que varia de três a 15 anos.

No Bradesco, por sua vez, é possível financiar o valor total da reforma com o limite de R$ 10 mil, sendo que o pagamento pode ser feito em 24 meses com juros de 1,98% ao mês. Neste caso, apenas clientes do banco podem contratar a linha.

FGTS e poupança (em 2007)
Outra alternativa para quem pretende reformar a casa é usar a carta de crédito do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que empresta o valor total do orçamento até R$ 70 mil, com juros que diferem de acordo com a renda.

Para quem ganha de R$ 380 a R$ 1.875, os juros são de 6% ao ano mais TR (Taxa Referencial). De R$ 1.875,01 a R$ 3 mil, da taxa é de 8,16% mais TR. O prazo de pagamento, em ambos os casos, varia de 204 a 306 meses.

Quem prefere usar a poupança pode pagar em até 180 meses o valor liberado. É possível emprestar até 70% com mínimo de R$ 50 mil e máximo conforme capacidade de pagamento do cliente.

Cuidado!
De acordo com o gerente da área de habitação da Caixa, Elimar Souza Oliveira, a linha de crédito acaba sendo uma boa alternativa para quem quer arrumar a casa. "Com um prazo extenso para pagamento com taxas de juros baixas", afirmou segundo o Diário do Comércio.

Mas a contratação somente deve ser feita depois de analisado o orçamento. Comece refletindo sobre o porquê da sua decisão de tomar dinheiro emprestado. O forte crescimento na concessão de crédito, que vem ocorrendo nos últimos anos, acaba incentivando as pessoas a usarem crédito para arcar com despesas correntes ou para a realização de sonhos de consumo.

Não há nada de errado em usar o crédito para realizar um sonho de consumo, mas antes de optar por esse caminho faça as seguintes perguntas: será que você realmente precisa disso agora? Não é possível esperar um pouco? Quanto você economizaria se planejasse a compra à vista?

As parcelas caberão em seu bolso? Não existe outra alternativa a não ser emprestar dinheiro do banco? Uma delas pode ser o uso do 13º salário, mas somente para quem já pagou as dívidas! De acordo com pesquisa realizada pela Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), 3% dos paulistanos pretendem utilizar parte do 13º salário para a compra e reforma da casa.



 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
LeisCódigo Penal ? Parte Geral »»» Título II - Do crime
Finanças pessoaisVocê está preparado para ser rico?
Carreira / EmpregoPreguiça para o trabalho? Médico explica por que sensação aumenta no frio!
Negócios / EmpreendedorismoO sentido de equipe
Finanças pessoaisSua contas: expressões que podem acabar com o seu planejamento
Impostos / TributosImposto de renda (IR): Como é tratada a complementação de pensão paga a portador de doença grave?
Defenda-seFraudes: Operações Imobiliárias: A locação com fiador falso ou "profissional"
Banco / Cheque / ContaCartões magnéticos - E se o caixa pedir para redigitar a senha?
Carreira / EmpregoVeja quais são os 7 livros essenciais para os administradores
Turismo / ViagensSem prejuízo: cuidado com o que traz na bagagem na volta de viagem ao exterior