Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Ações / Bolsa de Valores - Mercado de opções: conheça os conceitos básicos e principais mecanismos 

Data: 30/05/2007

 
 

Ao acompanhar o noticiário econômico, principalmente se você segue, mesmo que seja à distância, o mercado de ações, você já deve ter se deparado com o termo vencimento de opções. Embora muita gente acredite que este é o tipo de conceito difícil de entender, a compreensão de alguns termos básicos e de como este mercado funciona é mais fácil do que você imagina.

Mas o que são opções? Como já é possível deduzir pelo nome, o dono de uma opção, também chamado de titular, pode optar, sem ter a obrigação, por comprar ou por vender um determinado ativo, em uma data futura e por um preço acordado anteriormente, o chamado preço de exercício.

Opções tendo como objeto ações
As opções, que são uma forma de derivativo, podem ter como objeto, ou seja, "derivar" de diversos tipos de ativos, tal como uma moeda estrangeira, por exemplo. No caso das opções negociadas na Bovespa, estas dão o direito ao seu titular de comprar ou de vender ações em uma data futura, ou seja, o ativo-objeto dessas opções são ações.

Quando o titular opta por comprar ou vender as ações como combinado, diz-se que o titular está exercendo a opção. Assim, o ato de exercer a opção é chamado de exercício. O preço de exercício, estabelecido anteriormente, pode também ser chamado de strike price. Como toda opção tem uma validade, caso o titular opte por não exercê-la, a opção expira, ou seja, perde a validade.

O vencimento da opção é a data máxima em que deve ocorrer o exercício, ou seja, o último dia antes de a opção expirar. Vale lembrar que há dois tipos de opções. As de estilo americano permitem o exercício até a data de vencimento, enquanto as opções de estilo europeu permitem o exercício somente na data de vencimento.

De onde surgem as opções?
Mas se o titular da opção possui o direito de comprar ou de vender o ativo-objeto, então quem se compromete a vender ou a comprar esse ativo? É fácil: o lançador da opção é aquele que se compromete a realizar o negócio como combinado, caso o titular opte por exercer a opção.

Vimos, assim, que o lançador se compromete a realizar a operação no futuro, caso seja de interesse do titular da opção, pelo preço pré-determinado. Assim, para se comprometer a realizar a operação, o lançador recebe do titular um prêmio, de maneira semelhante ao que ocorre no mercado de seguros.

A comparação com uma apólice de seguro é válida, já também neste caso você pode exercer o seu direito, ou seja, solicitar o pagamento de um sinistro. A remuneração que você paga à seguradora é equivalente ao conceito de prêmio do mercado de opções.

Dessa forma, em troca de uma determinada quantia, ou prêmio, o lançador está aceitando correr um risco. Do compromisso aceito pelo lançador é que surgem as opções.

Entenda o funcionamento das opções de compra
E qual a diferença entre uma opção de compra e uma opção de venda? No caso das opções de compra, o lançador recebe o prêmio e se compromete a vender, no futuro, um determinado ativo pelo preço pré-estabelecido, caso seja da opção do titular.

Assim, imagine que o lançador tenha se comprometido a vender as ações de uma empresa por R$ 40,00. O titular tem a opção de comprar ou não. Assim, se as ações no mercado a vista, no dia do exercício, estiverem cotadas a um valor superior a R$ 40,00, o titular pode comprar do lançador a R$ 40,00 e realizar um lucro com a venda no mercado a vista.

Dessa maneira, se o valor das ações no mercado a vista superar o strike price da opção de compra, o titular exercerá a opção. Caso contrário, o titular não terá vantagem em exercê-la. Note que com o titular optando por não exercer a opção, o lançador recebeu o prêmio e não precisou realizar a operação.

Percebe-se, portanto, que no caso da opção de compra, o lançador apostou que as ações iriam cair ou permanecer estáveis, enquanto que o titular, que comprou a opção, apostou que as ações iriam subir.

E como funcionam as opções de venda?
No caso das opções de venda, o lançador recebe o prêmio e se compromete a comprar, no futuro, um determinado ativo pelo preço pré-estabelecido, caso seja da vontade do titular.

Assim, imagine que o lançador tenha se comprometido a comprar as ações de uma empresa por R$ 40,00. O titular tem a opção de vender ou não. Assim, se as ações no mercado a vista, no dia do exercício, estiverem cotadas a um valor inferior a R$ 40,00, o titular pode comprar as ações no mercado a vista e vendê-las ao lançador por R$ 40,00, realizando um lucro com a operação.

Dessa forma, se o valor das ações no mercado a vista for inferior ao preço de exercício da opção de venda, o titular exercerá a opção. Caso contrário, o titular não terá vantagem em exercê-la. Note que, a exemplo do que ocorre com a opção de compra, se o titular opta por não exercer a opção, o lançador terá recebido o prêmio sem precisar realizar a operação.

Portanto, ao contrário do que acontece com a opção de compra, no caso da opção de venda o lançador apostou que as ações-objeto iriam subir, enquanto que o titular, que comprou a opção, apostou que essas ações iriam cair.

Ativos preferidos dos especuladores
As opções certamente ficam entre os ativos preferidos para quem gosta de especular e correr maiores riscos em troca da possibilidade de uma remuneração mais alta. Vamos imaginar que o investidor realmente acredite que uma ação vai subir. Usando o exemplo anterior, ao invés de usar seus R$ 2.000 comprando cinqüenta ações a R$ 40,00, vale a pena ele comprar 1.000 opções, pagando um prêmio, digamos de R$ 2,00.

Se a ação for a R$ 50, quem investiu no mercado a vista ganharia R$ 500, que corresponde a 50 ações vezes a diferença de preço (R$ 50 - R$ 40). Já quem comprou a opção ganharia muito mais, pois cada opção valeria R$ 10, que é a diferença entre os R$ 50 no mercado a vista no exercício e os R$ 40 do strike price. Neste caso, o ganho seria de R$ 8.000, ou seja, os R$ 10.000 da opção menos o prêmio de R$ 2.000.



 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Investimentos / FundosAntes de investir, saiba como obter e analisar as informações do mercado
Investimentos / FundosVantagens de Investir em fundos
SegurosVeja quando é permitido contratar seguro no exterior
ImóveisMoradores não querem assumir responsabilidades e síndico se torna profissão
Defenda-seConstituição Federal - Íntegra da lei : » Título VI - Da tributação e do orçamento »»» Capítulo II - Das finanças públicas
Carreira / EmpregoProfissionais da Geração Y só "vestem camisa" de empresas que dão feedbacks
Carro / VeículoDez dicas para escolher uma oficina mecânica
Carreira / EmpregoDesempenho: você consegue avaliar o seu?
Carreira / EmpregoPrecisa sair mais cedo do trabalho? Veja em quais casos é justificável
Negócios / EmpreendedorismoGuia de Negócios