Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

13° salário - Aproveite melhor 

Data: 30/05/2007

 
 
Dívidas:

Pague antes os débitos do cheque especial e cartão de crédito, que têm os maiores juros

Os especialistas em finanças são unânimes em afirmar que a prioridade para o trabalhador deve ser pagar as dívidas, mesmo que seja preciso gastar todo o 13º. No entanto, o diretor-presidente da Associação Brasileira do Consumidor, Marcelo Fernando, orienta o empregado a, antes de tudo, negociar com o banco a diminuição dos juros do débito para posteriormente, caso a instituição baixe as taxas, pagá-la.

Para Eduardo Dias Silva, diretor da consultoria Excelence Finanças Pessoais, a prioridade deve ser "começar o ano zerado", ou seja, sem dívidas. "A maioria das pessoas acumula muitos débitos ao longo do ano e é mais vantajoso usar o 13º para quitá-los, para que não aumentem ainda depois", afirma.

Segundo ele, a prioridade deve ser as dívidas como cheque especial (que tem juros de até 8% ao mês) e cartão de crédito (com juros de até 11% ao mês). Depois de quitá-las, procurar saldar as dívidas com juros menores.

Fundo para despesas de começo do ano

Quer ficar no azul em 2007? Guarde o 13º para as taxas do começo do ano

Os especialistas também sugerem que o trabalhador guarde parte do 13º salário tendo em vista os gastos do início do ano, como IPTU, IPVA e, no caso de casais com filhos, matrículas e material escolar. O valor vai depender do nível de endividamento do trabalhador.

Quer ficar no azul em 2007? Guarde o 13º para as taxas do começo do ano

Os especialistas também sugerem que o trabalhador guarde parte do 13º salário tendo em vista os gastos do início do ano, como IPTU, IPVA e, no caso de casais com filhos, matrículas e material escolar. O valor vai depender do nível de endividamento do trabalhador.

Presentes e viagens

Resista à tentação e não gaste mais de 20% do 13º nas festas e férias

Apesar de a prioridade ser pagar dívidas e guardar para o começo do ano, parte do salário também é usada com presentes de Natal e viagens de férias. Os especialistas aconselham o trabalhador a limitar estes gastos a 20% do 13º salário.

O ideal é pagar à vista e não contrair novas dívidas com os parcelamentos. Outra dica é deixar as compras para o começo do ano seguinte, quando os preços tendem a cair.

Investimentos

O consultor Eduardo Dias Silva sugere que o trabalhador guarde parte do 13º de acordo com o seu perfil. O dinheiro pode ser aplicado em poupança, fundos de renda fixa, Depósito Interfinanceiro (DI) ou fundos de ações. A escolha varia de acordo com o objetivo do empregado, se é de longo ou curto prazo.


 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Entrevista de empregoDiminua as chances de errar em uma contratação à distância!
Carro / VeículoCuidado ao comprar veículo em leilão
Cartão de créditoNegociando dívidas
Economizar / PouparNa hora de fixar sua metas financeiras, não esqueça do prazo para atingi-las
Modelos de documentosDirigindo-se às autoridades: Requerimento para instauração de inquérito policial
Carreira / EmpregoDia-a-dia no trabalho: como evitar aquele sono depois do almoço?
LeisCódigo Penal ? Parte Especial »»» Título II - Dos crimes contra o patrimônio »»» Capítulo VI - Do estelionato e outras fraudes
Finanças pessoaisCasais: a sua relação financeira é saudável?
ConsumidorAlém de ilegal, cobrar pelo boleto bancário é injusto com os consumidores
Carreira / EmpregoIniciativa: como cobrá-la de um membro da equipe?