Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Filhos - Papel-moeda perde espaço entre jovens e mesada pode ser dada com cartão 

Data: 14/07/2008

 
 

Especialistas como a pedagoga Cássia D´Aquino defendem que a mesada é uma importante ferramenta para a educação financeira dos jovens. Segundo ela, crianças e adolescentes que desde cedo têm contato com o dinheiro aprendem melhor como lidar com ele. "Claro que, além de dar o dinheiro, os pais precisam conversar com seus filhos, para que eles aprendam também a importância de poupar e de gastar com consciência. Mas ter que administrar um determinado valor durante um mês é um fator bastante educativo", explica ela.

No entanto, em tempos modernos, a mesada em papel-moeda começa a cair em desuso e abre espaço para uma novidade dos bancos: o cartão-mesada. A novidade nada mais é que um cartão de crédito ou débito, destinado a jovens entre 12 e 17 anos, que permite que os pais determinem o valor que poderá ser gasto pelos filhos.

Entre as vantagens atribuídas ao cartão estão o fato dos gastos serem limitados, dos pais poderem ver onde seus filhos gastam o dinheiro, já que a fatura é bem detalhada e o fato dos jovens não terem que andar com muito dinheiro no bolso. "No entanto, é preciso cuidado. Jovens podem ser impetuosos e gastar tudo de uma única vez, por exemplo, quando estão com amigos. Além disso, é importante que os pais deixem claro que o dinheiro não pode ser gasto com determinadas coisas, como cigarros e revistas eróticas, por exemplo. Afinal, eles não podem achar que o dinheiro é para eles fazerem o que bem entenderem, senão a mesada perde o caráter educativo", explica Cássia.

Opções
Para os pais que optam em utilizar essa forma de mesada, as opções são várias. Itaú, HSBC, Banco Real, Bradesco e Caixa Econômica Federal oferecem o serviço. Confira o cartão funciona em cada um deles:

Itaú: chamado de Itaucard Black Star, o cartão pode ser solicitado por qualquer adulto que possuir um dos cartões oferecidos pelo banco. Nele, o titular da conta define qual será o limite de crédito que poderá ser gasto, sendo que esse limite pode ser alterado pelo adulto a qualquer momento, como por exemplo, se o filho vai viajar ao exterior e precisa de mais dinheiro.

Como o cartão permite o parcelamento de compras em até seis vezes, um hot site do banco oferece um simulador para que o jovem entenda o que acontecerá com seu limite nos meses em que houver parcelas a vencer. Além disso, o cartão pode funcionar para retirada de dinheiro em caixas eletrônicos, desde que o adulto responsável autorize essa função.

A fatura com todas as transações pode ser conferida no site ou em caixas eletrônicos do banco. Na fatura é possível ver o nome da loja, a data da compra e o valor.

HSBC: o cartão-mesada é um cartão de débito com função restrita de saque e compra, emitido com a autorização do titular da compra. As transações são limitadas em um valor pré-estabelecido com débito direto na conta corrente do titular.

Atualmente, o banco limita os saques à quantia de R$ 10 por dia.

Banco Real: no Real Primeiro Cartão o limite também é determinado pelos pais, que podem controlar os gastos do filho pela internet, sabendo onde e quanto foi gasto, além de receber um gráfico com as despesas classificadas por ramo de atividade. A fatura pode ser paga pela internet e por meio de débito automático.

O cartão conta ainda com um pacote chamado Serviços de Viagem com cobertura completa, que permite saques e acesso a um cartão emergencial no exterior, assistência médica e odontológica fora do País, além seguro médico complementar, exclusivo para viagens à União Européia, se a compra da passagem for feita com ele.

Bradesco: o Cartão Bradesco Visa Buxx pode ser utilizado no Brasil e no exterior, em qualquer estabelecimento identificado com a bandeira Visa Electron.

Nesse cartão, os pais fazem um recarga do valor que o filho poderá gastar em cada mês. No Bradesco também é possível acompanhar, de forma detalhada, os gastos que os jovens fazem com o cartão.

Caixa: titulares e um cartão Caixa MasterCard podem solicitar o Cartão Adicional Mesada para filhos adolescentes. Apesar do valor de crédito ser estipulado pelos pais, para jovens com até 15 anos o valor máximo permitido é R$ 500. A partir dos 16 anos o valor sobe para o limite total da conta do titular.

Quando o limite do cartão é atingido, as compras não são autorizadas, mas depois da fatura ser paga, ele é reconstituído. Os gastos vêm lançados na fatura do cartão titular pelo nome de cada usuário.

Mesada
Calcular o valor da mesada dos filhos não é tarefa fácil. "Para crianças até 11 anos é mais fácil, porque dá para calcular R$ 1 por idade, por semana, que é um bom valor. No entanto, depois dessa idade, os jovens ficam mais sociáveis, surgem os primeiros amores, as saídas com os amigos e o valor tem que aumentar. O ideal é que os pais conversem com os filhos, perguntem sobre seus gastos e pensem em um valor adequado. Só é preciso tomar cuidado para que o valor não seja tão alto a ponto das crianças não precisarem fazer contas e nem tão pouco que eles não tenham condições de estabelecer um orçamento e poupar", afirma Cássia.

A pedagoga explica ainda que os pais precisam dar liberdade para que as crianças gastem quanto quiserem. "Elas precisam cometer alguns erros, gastar tudo e ficar sem dinheiro no final do mês, por exemplo, para que aprendam a controlar seus gastos. Se eles forem feitos sobre as ordens dos pais, eles não estarão aprendendo nada, apenas seguindo o que os pais ordenam".

Outro ponto crítico, segundo Cássia, é o momento de parar de dar mesada. "Muitos pais não gostam de admitir que seus filhos cresceram e viraram adultos, mas é preciso, para que eles se tornem pessoas independentes. E muitos pais continuam dando mesada por um longo tempo, mesmo quando os jovens não precisam mais. No mundo ocidental, a entrada na faculdade costuma ser um rito de passagem para a vida adulta. É nesse período que os pais devem começar a pensar em tirar a mesada, incentivando que o filho arranje um emprego ou um estágio que lhe garanta algum sustento. Por mais difícil que seja, os pais precisam incentivar seus filhos a irem cuidar da própria vida", aconselha a pedagoga.



 
Referência: InfoMoney
Autor: Tabata Pitol Peres
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoCoach diz como elaborar um plano de carreira eficiente, sem deixar de sonhar
ConsumidorNa hora das compras, juro vem disfarçado de desconto à vista, diz Proteste
SaúdeO barato sai caro: remédio similar pode trazer prejuízos aos consumidores
Negócios / EmpreendedorismoComece o seu Negócio com o Pé Direito
Investimentos / FundosO que considerar antes de investir? Risco é a principal preocupação, diz estudo
SaúdePlanos de Saúde: Ex-empregado tem direito ao convênio?
Entrevista de empregoSeleção nas empresas: quando a redação for tema livre, o que escrever?
MotivaçãoAcredite ou não: você faz a diferença!
ConsumidorPropagandas enganosas e abusivas
Carreira / EmpregoCom a mesa lotada de trabalho? Dá para sanar as pendências sem pirar