Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Carreira / Emprego - O emprego novo não é o que você esperava? 

Data: 30/05/2007

 
 

É praticamente unânime a opinião de que é muito mais fácil procurar emprego quando se está trabalhando, certo? Afinal, o profissional está no mercado, mostra-se atualizado em sua área de atuação e tem condições de negociar melhores oportunidades para sua carreira, já que não necessita desesperadamente de uma vaga.

Entretanto, este profissional corre sempre um risco ao galgar novas posições: o de não gostar do novo emprego, trocando o certo pelo duvidoso. E o que fazer, então, quando isto acontece?

Não gostou?
Da mesma forma que existe para a empresa contratante o risco de admitir alguém que não se enquadra ao perfil desejado, pode sim acontecer do novo funcionário perceber que a vaga oferecida não era nem parecida com o que ele esperava.

E, neste caso, não se pode atribuir tanta culpa a este trabalhador. Afinal, em muitas situações a empresa contratante pode ter vendido a este profissional uma imagem bem distante da realidade, e ele só perceberá isso na prática!

Isso sem falar no sonho de trabalhar numa empresa maior, mais conhecida e experiente no mercado. Mas vale o lembrete: nem sempre isso pode lhe assegurar que se sentirá tremendamente satisfeito e afinado com o novo emprego por isso!

Constatado então que você realmente não gostou da vaga, segure-se! Não adianta ficar pulando de galho em galho e experimentando novas oportunidades com freqüência.

Tente reverter o jogo!
Procure identificar o que lhe desagrada e onde suas expectativas foram frustradas: a realidade está muito diferente da que lhe foi proposta? Não se intimide em esclarecer dúvidas com a pessoa que lhe entrevistou; só não deixe o tempo passar para fazer isso.

Caso seja mesmo um problema com o trabalho desenvolvido, procure identificar dentro da empresa outras opções. Em alguns casos, uma transferência para outro setor poderá lhe resolver o impasse, dando-lhe novas perspectivas.

Evite, porém, cair no vício de se tornar o eterno descontente: aquele que não sabe o que quer e que não se interessa por nada, sempre arrumando uma justificativa para mudar de emprego de tempos em tempos. Aí, fica difícil estabelecer vínculos e trilhar um caminho bem definido. Atente-se para o fato de que as empresas contratantes observam no currículo quanto tempo o candidato permaneceu em cada emprego.

Estabeleça suas metas e encare os desafios. É preciso ter a consciência de que, por mais que você tenha definido sua estratégia e suas metas, em algum momento tudo isto pode falhar e lhe surpreender. Esteja pronto para isso e não tema cometer enganos em alguns momentos. Isso só acontece com quem tem coragem de buscar o seu melhor. Boa sorte!



 
Referência: Administradores.com.br
Autor: Infopessoal
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / Emprego"Gestão de pessoas não é com o RH", provoca consultor empresarial em livro
ImóveisSubstituições podem gerar economia de até 30% na hora do acabamento
Carreira / EmpregoGestores gastam mais da metade de seu tempo em atividades de "apagar fogo"
UtilidadesCemitérios municipais
Carro / VeículoCarro à vista ou financiado? Avalie os impactos no bolso antes de decidir
Currículo (curriculum)Modelo de Carta para Encaminhar Currículo
Ações / Bolsa de ValoresConheça grandes mitos e verdades sobre a bolsa de valores
Negócios / EmpreendedorismoAposentadoria não significa parar de trabalhar!
Currículo (curriculum)Elaborar currículo em inglês vai além de traduzir o documento, diz especialista
Carreira / EmpregoProjeto fora do trabalho vale pontos