Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Consumidor - Inadimplência do consumidor já penaliza bons pagadores 

Data: 30/05/2007

 
 

Do simples esquecimento ao desemprego. Muitas são as razões que levam o brasileiro a dar um "calote" nas dívidas contraídas. O fato é que a inadimplência do consumidor já vem vitimando até o bom pagador.

"O brasileiro se complica porque não tem o hábito de planejar seu orçamento", explica o economista e diretor do Instituto de Economia Gastão Vidigal (IEGV), Marcel Solimeo. "Sem planejamento, ele acaba surpreendido por imprevistos, como a perda de emprego, por exemplo".

48% dos inadimplentes perderam o emprego
O desemprego é o motivo apontado por 48% dos 630 consumidores questionados pelo IEGV sobre o motivo do calote. Para outros 15% e 10% dos consultados, o empréstimo do nome para terceiros e o descontrole dos gastos são, respectivamente, os principais responsáveis pelo não pagamento da dívida.

Solimeo explica que a renda média do brasileiro, "estacionada" em R$ 733 desde 2003, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o faz recorrer aos empréstimos para complementar o salário, inflando ainda mais as dívidas. Ainda de acordo com o IBGE, 80% da População Economicamente Ativa (totalizada em 90 milhões de pessoas atualmente) usam algum tipo de crédito, como cheque especial ou empréstimo em bancos, por exemplo.

Só no mês de fevereiro, garante o Banco Central, os bancos concederam R$ 163,4 bilhões em crédito aos consumidores pessoa física. De todos os tomadores de empréstimo naquele mês, 7,1% estavam com atrasos de até 90 dias.

"O que acontece é que o brasileiro usa de forma errada o crédito", acredita o sócio-diretor da Boanerges & Cia. (consultoria em varejo financeiro), Boanerges Ramos Freire.

Vítimas
A inadimplência não é muito criteriosa quando decide escolher suas vítimas. Além dos bancos, as financeiras e as administradoras de cartões de crédito também vêm sofrendo com o crescimento dos calotes. Segundo pesquisa do Ibope, 16% das pessoas que tem cartão de crédito estão atrasados com o pagamento de suas dívidas.

"Crédito não é renda, é um instrumento que ajuda o consumidor a comprar algo em determinado momento", acredita Freire. "E o cartão de crédito é um dos mais arriscados. É como dar um cheque em branco sem ter conta corrente", compara.

Bom pagador também sofre com inadimplência
Está muito enganado quem pensa que somente os bancos, financeiras e os inadimplentes são prejudicados com o aumento da dividas não honradas. Quem paga em dia seus empréstimos também acaba penalizado. "O primeiro impacto da inadimplência recai sobre o custo do crédito", esclarece o professor de economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Armando Castellar. "No momento em que o credor deixa de receber, ele aumenta o juro dos empréstimos, seja ele lojista ou um banco".

Para contemplar o bom pagador, a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) encaminhou ao Congresso Nacional o "cadastro positivo", transformado em Projeto de Lei. Segundo o presidente da associação, Guilherme Afif Domingos, esse cadastro concederia juros menores aos adimplentes, alavancando a economia.

Para o presidente do Serasa, Élcio Aníbal de Lucca, o cadastro se basearia no histórico de pagamento de cada tomador.

"Sem o cadastro, o cliente é uma incógnita e o risco do mercado é rateado por todos", resume Freire. Com informações do Diário do Comércio, órgão oficial da Associação Comercial de São Paulo.



 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoGeração game over: jovens profissionais podem evitar comportamento prejudicial
SaúdeDieta rica em fibras
Carreira / EmpregoMedo pode ser benéfico na carreira do profissional, diz especialista
Negócios / EmpreendedorismoA sua Propaganda representa a sua Empresa?
Carreira / EmpregoPiercings e tatuagens: será que eles ainda atrapalham?
Carreira / EmpregoComo surgem as boas ideias?
SegurosNo caso de indenização integral do veículo por acidente ou roubo, como será a indenização pela modalidade de Valor Determinado (VD) e Valor de Mercado Referenciado (VMR)?
AluguelVai alugar um imóvel para turismo? Saiba como evitar prejuízos
Investimentos / FundosCETIP: conheça mais sobre a custódia e liquidação de títulos privados
Ações / Bolsa de ValoresPreço de uma ação: Como é formado ?