Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Cartão de crédito - À vista, no cartão ou em três vezes: qual pagamento é mais vantajoso? 

Data: 30/05/2007

 
 

À vista, no cartão de crédito com o prazo de 30 dias ou parcelado em três vezes - e sem juros. Essas são as modalidades mais comuns oferecidas pelo comércio na hora que o cliente abre a carteira e, com as compras ao lado, decide como vai pagar. A dúvida que muitas vezes fica na cabeça do cliente é: qual a melhor opção?

De acordo com Laércio Vendite, livre docente do departamento de Matemática Financeira da Universidade de Campinas (Unicamp), a resposta pode ser obtida com uma análise não tão complexa: a taxa de juros aplicada pelo mercado e a rentabilidade de aplicações.

Calma. Antes de se desesperar com os termos financeiros, veja cada tipo de pagamento isoladamente.

À vista
Sem sombra de dúvida, esta é a melhor opção na hora da compra. No entanto, antes de sacar o dinheiro e correr para a compra, exija um desconto. "Se a loja não der 4,8% de desconto no valor total da mercadoria, não compensa", afirmou Vendite, lembrando que a taxa média de juros aplicada pelo comércio é de 5%.

Supondo que a loja conceda os tais 4,8% de abatimento. O consumidor, sem dinheiro, corre para um caixa eletrônico e tira o dinheiro correspondente, mesmo que, para isso, tenha de entrar no limite do cheque especial. Compensa pelo desconto, certo? Errado.

"Quando a pessoa faz isso, tendo em vista que os juros do cheque especial estão em torno de 10%, o abatimento tem que ser de, no mínimo, 9,1% para ela não sair no prejuízo", alertou o docente. Traduzindo: de nada adianta pagar 10% de juro do cheque especial para ganhar 5% de desconto naquela linda peça de roupa que você quer no seu armário.

Cartão de crédito
Cartão de crédito é a segunda melhor opção, quando o estabelecimento decide que não dará o "chorinho" de 4,8% no pagamento à vista.

"Apesar de não ter desconto, são 30 dias que a pessoa normalmente tem de prazo para pagar sem que haja juro em cima do valor", explicou Vendite, lembrando, mais uma vez, os 5% da taxa do comércio, que a pessoa acaba "ganhando virtualmente".

Em três vezes
Comprar aquele produto tão sonhado e poder pegá-lo em três vezes, sem juros. Muitos, na hora, optam pela facilidade e saem da loja sentindo que fizeram um bom negócio. Mas poucos sabem que essa deve ser a última opção na hora de fazer uma compra.

"Para esse tipo de compra ser vantajosa, a pessoa precisa de um desconto de, pelo menos, 4,7%", afirmou o docente. Se, mais uma vez, o limite do cheque especial for utilizado para compensar o cheque ou pagar a fatura do cartão, o abatimento deve ser de, no mínimo, 8,8%.

Boas compras!



 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
AposentadoriaPrevidência Privada: o que levar em consideração na escolha do seu plano?
Carreira / EmpregoConheça as regras para profissional no exercício de cargo de confiança
Carreira / EmpregoFesta de fim de ano: saiba como agir após vexame na empresa
Ações / Bolsa de ValoresDividendos: Distribuir altos dividendos atrai acionistas, mas pode ser prejudicial à empresa
SaúdeApendicite
Carreira / EmpregoDéficit de atenção: conheça o distúrbio e os impactos na carreira
UtilidadesCentro de Referência e Treinamento em Farmacodependência
SaúdeConfira dicas para começar um treino de corrida
Finanças pessoaisTestamento, inventário ou doação. Qual a melhor opção financeiramente?
Vendas10 lições que os maiores vendedores usam para aprender e continuar motivados