Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Investimentos / Fundos - Dicas para os jovens que não sabem por onde começar a investir 

Data: 05/04/2011

 
 

Desde cedo é importante pensar em investimentos, seja para realizar sonhos de consumo ou até mesmo para a aposentadoria. O problema é que muitos jovens sequer sabem por onde começar, ou melhor, o que devem fazer para investir.

Para isso, confira, abaixo, as dicas do diretor do Easynvest, Amerson Magalhães, para que os jovens aprendam e se interessem mais ainda por este universo.

Os passos
Para ter sucesso nos investimentos é preciso ter informação, com a qual se faz um aprendizado e se consegue decidir diante de questões difíceis. O primeiro passo é pesquisar, acompanhar notícias, ler blogs, realizar cursos, participar de fóruns etc., que ajudam o jovem a se familiarizar com o mercado de ações e seus termos técnicos. Depois disso, é preciso traçar um plano de investimentos, quando se deve decidir o objetivo do investimento e quanto deve ser destinado a ele.

Com o plano em mãos, é hora de ir à prática. O segundo passo, então, seria poupar. Quando jovem, é comum a pessoa ter vontade de satisfazer diversos desejos de consumo, ainda mais se está ganhando os primeiros salários. Mas é preciso se controlar diante das tentações e fazer opções mais inteligentes: “Comprar à vista protege o bolso”, exemplificou Magalhães, sobre ser melhor poupar ou investir do que simplesmente se render `s compra a prazo.

O terceiro passo, de acordo com ele, é planejar, ao fazer um orçamento mensal detalhado, colocando gastos e despesas. É também importante entender o perfil de investidor: agressivo, moderado ou conservador em relação a riscos. Perfis mais agressivos apresentam uma carteira de investimento com maior risco, então os mais conservadores preferem aplicar em empresas sólidas e estáveis.

O quarto passo é simplesmente investir, quando o jovem atinge a autonomia e passa a caminhar com segurança. Destine um percentual da sua renda mensal para seus investimentos e busque que esse valor seja igual ou superior nos próximos meses. O resultado virá no curto ou no longo prazo, dependendo do perfil do investidor e também da estratégia que será realizada.

Autonomia
Para quem conquistou conhecimento, conseguiu controlar o orçamento, fez um planejamento e começou a investir na bolsa, porque analisou que tinha o perfil para isso, uma das ferramentas indicadas é o homebroker.

Para investir por este canal, Magalhães explicou que é preciso escolher uma corretora de valores. É ela quem disponibiliza a plataforma onde as ações são negociadas. Requisitos como atendimento, custo benefício, conteúdo, ferramentas e desempenho devem ser analisados na hora da escolha.



 
Referência: InfoMoney
Autor: Flávia Furlan Nunes
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
UtilidadesPromotoria de Justiça do Consumidor
Cartão de créditoCuidados com cartões de crédito e débito evitam que roubem seu dinheiro
AluguelDiferenças entre locações não residenciais se diferenciam das locações residenciais ?
AposentadoriaPrevidência Privada : Todos os planos de PGBL e VGBL dão direito a Resgate?
Negócios / EmpreendedorismoComo escrever uma apresentação de négocios
Salário e negociação na carreiraVai pedir aumento? Cuidado para o tiro não sair pela culatra
Como agirSuspensão temporária de serviço: há restrições
Empréstimo / FinanciamentoCDC ou leasing: qual é mais vantajoso na hora de comprar um carro?
UtilidadesArisp - Assoc. dos Registradores Imobiliários de SP
Carro / VeículoOficina: dicas para fugir de golpes de mecânicos mal-intencionados