Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Finanças pessoais - Como melhorar a reforma profissional 

Data: 16/12/2008

 
 

Numa altura em que os sistemas de proteção social do estado estão cada vez mais difíceis de garantir, aqui ficam algumas formas de melhorar a sua reforma após uma longa vida profissional.

Existem três grandes alternativas para aumentar o seu poder de compra quando estiver na reforma.

  • Cortar nos investimentos
  • Atrasar os benefícios da Segurança Social
  • Baixar o nível de vida

A grande vantagem destas alternativas é que não estão dependentes dos mercados e das especulações temporárias. Nenhuma das hipóteses representa um risco desnecessário, porque todas são garantidamente boas decisões.

Cortar nas despesas de investimento

Com o aumento da globalização e das especulações, é cada vez mais arriscado pagar a alguém para fazer investimentos em seu nome. Em vez de pagar as percentagens que eles exigem para gerir a sua carteira e tentar bater o mercado com produtos arriscados e milagrosos, opte por fazer investimentos com menores riscos e menores valorizações. Isto garante que não arrisca a sua reforma juntamente com os especuladores. Só o que poupa com as despesas de manutenção deverá fazer com que valha a pena comprar um produto financeiro e manter durante vários anos. Com rendimentos mais baixos mas garantidos.

Atrasar os benefícios da Segurança Social

Cada ano que conseguir atrasar a reforma é mais um ano a fazer descontos e a melhorar as condições que vai receber mais tarde. Da mesma forma, cada ano que antecipar a reforma é dinheiro que está a perder.

Por isso, a menos que o seu emprego seja insuportável, mantenha-se o máximo de tempo possível ativo para conseguir melhores rendimentos quando achar que já não vale a pena continuar.

Baixar o nível de vida

Quando se chega à reforma, os filhos há muito tempo que saíram de casa, por isso não faz sentido continuar a viver numa habitação com quatro ou cinco quartos quando já só vivem duas pessoas em casa.

Venda a casa, poupe nos impostos imobiliários, poupe na manutenção de uma casa grande e aplique o dinheiro num rendimento continuado.

Qualquer destas formas assegura garantidamente uma reforma com mais liquidez para poder desfrutar mais à vontade dos prazeres desta fase da vida.



 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Dívidas / Endividado ?O que o consumidor pode fazer quando seu nome continua incluído na SERASA ou no SPC após o pagamento de uma dívida ou depois de 5 anos?
Carreira / EmpregoComunicação como instrumento estratégico da gestão
Carreira / EmpregoCom mudanças conjunturais, fazer carreira no exterior exige alta especialização
Turismo / ViagensSeus Direitos: Overbooking: conheça os seus direitos
UtilidadesBilhetes e Passes: Vale-transporte
Dívidas / Endividado ?Consumidor com financiamento longo de veículo está mais endividado
Carreira / EmpregoDesespero sobre dicas de liderança
Economizar / PouparFeira: Veja como comprar na feira sem sair no prejuízo
ImóveisMutuários X agentes financeiros: trégua armada
Carreira / EmpregoChefia: competência não depende somente de funcionário