Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Investimentos / Fundos - Tome alguns cuidados  

Data: 03/12/2008

 
 

Existem alguns pecados que os investidores não podem cometer de forma alguma, por isso listamos esses erros para que você os evite.

1. Investir sem orientação profissional

Muitos investidores dispensam a orientação de profissionais na hora de investir. Assim, como o médico cuida de sua saúde, é importante você ter um especialista para cuidar de sua saúde financeira. Este profissional, seja ele seu gerente de contas ou um consultor financeiro, deve ser experiente, deve conhecer os diferentes fundos que o mercado oferece, e principalmente saber identificar dentro das suas reais necessidades e objetivos, quais são os investimentos mais indicados à você.

Orientação profissional não significa adivinhar o movimento dos mercados, e sim trabalhar com tendências que irão auxiliá-lo nas suas aplicações.

2. Falta de disciplina

Antes de aplicar em qualquer fundo de investimento é muito importante você estabelecer objetivos para suas aplicações. Uma questão fundamental é definir um prazo mínimo para que seu dinheiro fique aplicado. Se o seu objetivo é adquirir um imóvel, estabeleça, por exemplo, um prazo de 12 meses e dê prioridade a esta poupança neste período. Não deixe que alguns impulsos sejam mais importantes que este objetivo traçado.

Se a sua idéia é fazer um investimento de longo prazo e, se neste caso você optou por aplicações em bolsa, não deixe-se influenciar por um resultado negativo do índice bovespa em determinado mês. Procure obter um auto controle e permanecer no investimento, pois resgates precipitados podem interferir na sua estratégia de investimentos.

3. Análise da rentabilidade do investimento somente no curto prazo

Muitos investidores acompanham a rentabilidade de seus investimentos somente no curto prazo, especificamente no mês anterior. Fique atento ao desempenho dos fundos em períodos maiores e tenha sempre um referencial de comparação (por exemplo: poupança, CDI, dólar, etc). É muito importante analisar a rentabilidade num período mais longo, inclusive se houve rentabilidade negativa a fim de verificar a eficiência e/ou o risco do fundo.

Acompanhe também se o seu fundo apresentou um comportamento de acordo com o prometido em seu regulamento, e de acordo com a abordagem de venda. Verifique se o que foi prometido foi realmente realizado.

4. Ignorar os riscos envolvidos

Você deve sempre ter em mente que quanto maior o retorno do investimento maior é o risco envolvido. Entenda os tipos de riscos que podem estar envolvidos no seu investimento. Não se deixe levar pelos maus vendedores de fundos e, não se esqueça que ninguém faz milagres.

5. Concentrar investimentos

Evite concentrar seus investimentos em fundos com um mesmo perfil. A diversificação dos seus investimentos permite uma redução do risco total. Isto porque ao aplicar em diversos fundos , você estará minimizando o impacto de perdas oriundas de um fator econômico.

Analise este exemplo:

Você tem uma dívida em dólar de longo prazo (financiamento de automóvel). Situação ideal: um percentual de seus recursos deve estar aplicado em fundos cambiais, visando protegê-lo de uma desvalorização cambial. Porém imagine que todos os seus recursos estão aplicados em fundos de renda fixa e que ocorre uma desvalorização cambial. Todos os seus recursos sofrerão impacto negativo desta desvalorização, pois seu dinheiro passa a valer menos; em contrapartida, sua dívida também sofrerá impacto negativo, pois ela tornou-se maior (você precisará de mais Reais para pagar suas dívidas, por exemplo em Dólar).

Este exemplo ilustra a importância de diversificar seus recursos em investimentos com diferentes perfis, e que minimizem impactos protegendo parte de seu patrimônio.

6. Acreditar que o mercado acionário é somente para especuladores

Qualquer investidor sujeito aos riscos do mercado acionário pode fazer parte dele. Os dados históricos das Bolsas de Valores do mundo mostram que a longo prazo as ações apresentam maiores retornos que a renda fixa. Porém neste mercado o investidor deve saber como administrar suas emoções, evitando comprar na alta e vender na baixa.



 
Referência: financenter.com.br
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoO que você é capaz de fazer para impressionar seu chefe? Veja mais sobre o assunto
Carreira / EmpregoPesquisa revela que gestores não sabem claramente o que é assédio moral
Carreira / EmpregoComo ser um freelancer reconhecido no mercado?
Finanças pessoaisOrçamento doméstico: antes de casar, o melhor é conversar sobre o assunto!
Carro / VeículoAtenção para a originalidade na hora da reposição de peças
Investimentos / FundosRiscos: como superar essa barreira?
Carreira / EmpregoGerindo sonhos: quais fatores contribuem para um bom gestor de investimentos?
Investimentos / FundosInvestimentos: quanto tempo eu tenho para começar?
Investimentos / FundosFundo Garantidor de Créditos (FGC): reduzindo o risco das suas aplicações
Carreira / EmpregoChefe dramático: conheça as características e saiba como lidar com ele