Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Investimentos / Fundos - Aprenda a matemática dos fundos 

Data: 03/12/2008

 
 

A maioria dos fundos existentes no mercado têm liquidez diária, entretanto, é cobrado o IOF para os resgates efetuados até o 29º dia corrido contados da data de cada aplicação, conforme tabela.
A partir do 30º dia, cada aplicação fica isenta da cobrança do IOF.

Para calcular o rendimento do seu fundo você precisa primeiro saber em quantas cotas foi transformado o capital investido, ou seja, quantas cotas cabem dentro do seu capital. O valor desta cota é publicada diariamente nas seções de economia dos principais jornais. Antes de mais nada, você pega o valor da aplicação – suponhamos R$ 10.000,00 – e divide-o pelo valor da cota no dia da aplicação – R$ 1,263745 ( geralmente é divulgado o valor das cotas com 6 casas decimais ), por exemplo. O resultado é a quantidade de cotas que você possui.

Quantidade de cotas que possui no fundo é igual a:

R$ 10.000,00 dividido por R$ 1,263745 = 7.912,99 cotas

Uma vez conhecida a quantidade de cotas, você a multiplica pelo valor da cota do dia em que quer saber o seu saldo. Digamos que, após vinte e cinco dias corridos, ela tenha se valorizado e agora corresponde a de R$ 1,283459. Isso lhe dará o valor da aplicação atualizada.

Valor de uma aplicação atualizada

7.912,99 multiplicado por R$ 1,283459 = R$ 10.156,00

Para obter o rendimento bruto ( antes dos impostos ), basta dividir o saldo atualizado pelo saldo na data da aplicação dos seus recursos.

Rendimento bruto obtido no período

R$ 10.156,00 menos R$ 10.000,00 = R$ 156,00

Agora, como o cálculo foi efetuado após vinte e cinco dias corridos e, portanto, NÃO está isento da cobrança de IOF, caso haja resgate, deve-se calcular o valor referente ao IOF a ser pago. Pela tabela de cobrança do imposto, caso haja um resgate no 25º dia após a aplicação, você deve pagar de IOF o equivalente a 16% do seu rendimento.

Valor de IOF que deve ser pago

16% = 0,16 multiplicado por R$ 156,00 = R$ 24,96

Caso você resgate a partir do 30º dia da data de sua aplicação, estará isento da cobrança de IOF sobre os seus rendimentos. Portanto, fique atento as datas, porque não é costume os bancos informarem a melhor data para seu resgate. Cabe lembrar, que não há incidência de IOF nos fundos de Ações.

Agora, vamos demonstrar o cálculo do Imposto de Renda que incide sobre os seu rendimento bruto. O IR é recolhido na fonte pelo Administrador do Fundo de Investimento. O recolhimento é realizado, sempre, no último dia útil do mês vigente ou no momento do resgate, o que acontecer primeiro. Caso você não efetue um resgate, no último dia útil do mês o Administrador, automaticamente, realizará um débito do seu saldo, em cotas , equivalente ao valor de IR devido no mês vigente. Incide uma taxa de 20% sobre os rendimentos brutos, no caso de um Fundo de renda fixa. Cabe lembrar, que no caso dos Fundos de ações, o IR, também de 20%, incide somente no momento de resgate.

Então, sobre o valor do rendimento bruto incide uma taxa de 20%, que deve ser recolhido à Receita Federal. O rendimento bruto já desconta o IOF devido, caso haja resgate em um período inferior a 30 dias corridos.

Valor do IR a ser recolhido

Sem incidência de IOF ( prazo de resgate a partir do 30º dia da aplicação )

R$ 156,00 multiplicado por 20% = 0,20 igual R$ 31,20

Caso não haja resgate até o final do mês, o seu saldo de cotas no último dia útil do mês será reduzido em:

R$ 31,20 dividido por R$ 1,283459 igual 24,31 cotas

Incidindo IOF

No caso do resgate no 25º dia, haverá incidência de R$ 24,96 de IOF e mais o IRF :

IRF = ( 156,00 - 24,96) = R$ 131,04 multiplicado por 20% = R$ 26,21

Agora, vamos calcular o seu rendimento final e a sua rentabilidade líquida dos impostos incidentes. Vamos considerar um resgate no 25º dia após a aplicação, com incidência de IOF e IR.

Cálculo da rentabilidade

a-) Rendimento Líquido

= Rendimento bruto – IOF – IR = R$ 156,00 – R$ 24,96 – R$ 26,21
= R$ 104,83

b-) Rentabilidade Líquida

= Rendimento Líquido dividido Valor investido inicial x 100
= R$ 1,05%, no período dos 25 dias corridos



 
Referência: financenter.com.br
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
ImóveisHabite-se: documento que atesta a legalidade do imóvel
Turismo / ViagensDicas para economizar na compra de roupas básicas de frio de sua viajem
Carro / VeículoCarros: confira os mitos e as verdades sobre os amortecedores
UtilidadesBilhetes e Passes: Bilhetes especiais do metrô
Investimentos / FundosA personalidade reflete no perfil de risco dos investidores?
Investimentos / FundosEmoções e investimentos: uma combinação perigosa
Carro / VeículoCompra de veículo não pode se restringir a local de residência do consumidor
Ações / Bolsa de ValoresÍndices e taxas do mercado
UtilidadesDelegacia: Furto Qualificados
LeisNovo Código Civil ? Lei nº 10.406 de 10/1/2002 (Parte Especial) »»» Livro I - Do Direito Das Obrigações »»» Título VI - Das Várias Espécies de Contrato (III)