Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Cartão de crédito - O que há por trás do seu cartão de crédito? 

Data: 30/05/2007

 
 

Em outubro de 1998, as empresas de cartão de crédito, por intermédio da ABEC'S - Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito - entidade que as representa, celebraram com o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor da Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça, um Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta, no qual elas, sob pena de sanções administrativas, se comprometem a modificar algumas cláusulas, consideradas abusivas, contidas em seus contratos e, por conseguinte, nulas de pleno direito. Foram consideradas cláusulas abusivas:

Cláusula Mandato

Esta é a cláusula mais espúria encontrada nos contratos das administradoras, pois autoriza a administradora a negociar com instituições financeiras, em nome do usuário, empréstimos para o financiamento do crédito rotativo, a seu critério exclusivo. As administradoras devem passar a informar, além dos juros que cobram, a origem do empréstimo e os juros pagos na captação do recurso. Assim, o consumidor saberá se a administradora está cobrando taxa muito acima da que paga na captação.

 




Multa

A taxa máxima deve ser de 2% (dois por cento), segundo a Lei nº 9.298 de 1º de agosto de 1996. Nos contratos antigos das administradoras, a previsão ainda é de 10% (dez por cento).

 



Multa convencional de 20%

A multa convencional de 20% sobre o saldo devedor, prevista apenas para o usuário todas as vezes em que houver quebra de contrato, é nula ou deverá também ser aplicada à administradora. Se aplicado, o percentual a ser cobrado passa a ser de 10% (dez por cento)

 



Normas do Banco Central

Os contratos especificam multa de até 50% (cinqüenta por cento) para quem descumprir as regras do Banco Central (essa multa é aplicada aos usuários de cartões internacionais), mas não as detalham. Por isso, é considerada nula. Caso haja o descumprimento, o cartão deverá ser suspenso.

 



Honorários Advocatícios

A taxa de até 20% (vinte por cento) de remuneração no valor da cobrança amigável e remuneração de 10% (dez por cento) por serviços de preparação do processamento de cobrança deve ser paga pela administradora que contratou o serviço e não pelo usuário. Se o usuário já tiver pago, deverá ser ressarcido por esse gasto.



 

Fonte: Cartão de Crédito - Manual do Usuário, da Associação Nacional dos Usuários de Cartões de Crédito


 
Referência: Cartão de Crédito - Manual do Usuário
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Taxas / ÍndicesEntenda melhor como funcionam os índices de inflação
Negócios / EmpreendedorismoO que seus clientes querem
LeisNovo Código Civil ? Lei nº 10.406 de 10/1/2002 (Parte Especial) »»» Livro II - Do Direito de Empresa »»» Título II - Da Sociedade (I)
Carreira / EmpregoLíderes estratégicos assumem mais riscos, mas têm melhores benefícios
Finanças pessoaisO consumo, o crédito e nossas decisões
Finanças pessoaisDinheiro: conheça a fórmula para a abundância financeira
Negócios / EmpreendedorismoEmpreendedorismo pode ser um diferencial nas atitudes diárias?
Taxas / ÍndicesComo funciona a taxa SELIC
Cartão de créditoComo evitar fraudes em cartões de crédito
Carreira / EmpregoPeríodos curtos nas empresas podem prejudicar o profissional?