Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Carreira / Emprego - Criatividade: fundamental no ambiente de trabalho, mas como mantê-la? 

Data: 16/08/2007

 
 
Cada vez mais a criatividade tem sido vista como um diferencial no mercado de trabalho e instrumento preponderante para quem deseja crescer na carreira, principalmente entre os que ocupam cargos mais altos na hierarquia de uma empresa.

Diante dessa realidade, a pergunta inevitável é: como alimentar a criatividade, mantendo-a "acesa" o tempo todo?

Defina seu papel
Primeiro, é preciso que você tenha bem definida a sua função dentro da empresa. Caso contrário, perderá seu tempo em tarefas que não agregam valor e desperdiçam sua energia, além de desviarem você do foco.

Ao longo do tempo, poderá se sentir cansado e repleto de trabalho, ao mesmo tempo em que a empresa, em um sentido contrário, achará que você não tem apresentado resultados esperados para a sua função: novas idéias, novos clientes, perfil dos concorrentes etc.

Pense: você ocupa um cargo estratégico, certo? Então, neste caso, aja como tal: coloque a "mão na massa" quando necessário, dando todo o suporte que sua equipe necessita, mas tenha consciência do que a empresa espera de você: inovação.

Trave uma briga com sua agenda
Para manter a criatividade em dia, você precisa de tempo! É impossível criar envolvido em tarefas operacionais e preocupado em resolver questões e pendências de rotina o tempo todo.

Diante disso, a solução é travar uma verdadeira guerra com sua agenda, priorizando atividades e sabendo deixar algumas coisas para depois, quando necessário.

Esteja certo de que a mudança de postura não virá de um dia para outro. Você passará pelo processo de aprender a dizer não algumas vezes, não por "má vontade", mas sim para conquistar espaço em sua agenda para o que realmente interessa.

Aguce sua criatividade!
Pode-se dizer que a criatividade está bastante atrelada ao perfil de cada um: obviamente, quem é avesso a mudanças, terá maior dificuldade em ser criativo. Mas, mesmo aqueles dotados de alto poder de criação, precisam de meios para aguçá-la.

A fonte de boas idéias, em determinado momento, pode secar! Confira algumas dicas para evitar que isso aconteça, ou contornar a situação, caso já enfrente alguns problemas:
  • Informação: para propor novas idéias e melhorias, é preciso conhecer o produto, serviço ou segmento em questão. Informe-se sobre a concorrência, mantenha-se por dentro de todos os processos envolvidos.
     
  • Network: mantenha contato com profissionais da sua área. Participe de eventos e converse muito! Dessa forma você pode captar uma necessidade do setor, uma tendência de mercado.
     
  • Atenção: mantenha-se aberto às idéias novas. Evite se prender somente aos problemas. Pense: numa conversa informal com os amigos uma solução simples pode lhe vir à mente!
     
  • Lazer: ninguém é de ferro, certo? Então, que tal se dedicar ao descanso e às boas opções de lazer. Mais relaxado, sua mente se abrirá para novas perspectivas. Comece o quanto antes!


 
Referência: Administradores.com.br
Autor: infopessoal
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Análise técnica (ações)Entrevista: Apimec tira dúvidas sobre o certificado de analista técnico
Carreira / EmpregoMelhorando o ambiente de trabalho: antipatia X empatia
Carreira / EmpregoDe olho na pós: os efeitos de fazer curso diferente de cargo na empresa
Modelos de documentosContrato - Cessão de Quotas de prazo determinado de Soc. Ltda à vista
Dívidas / Endividado ?Extensão das dívidas
Salário e negociação na carreiraPromova sua carreira
Modelos de documentosProcuração para declarar Imposto sobre a renda e solucionar questões afins
Cartão de créditoSaque com cartão de crédito: facilidade aparente que custa muito caro!
Modelos de documentosRecibo de pagamento de férias
ConsumidorEmbalagem de produto: maioria dos brasileiros lê, mas não entende