Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Entrevista de emprego - Muito cuidado com a experiência anterior 

Data: 04/07/2007

 
 

Muitos gerentes acreditam que conhecimento de produto e experiência são suficientes para qualificar um funcionário. Por isso, descartam candidatos logo nos primeiros minutos de uma entrevista ou de uma conversa telefônica, ao descobrirem que eles não possuem experiência em seu ramo de atuação. Isso pode ser um erro.

Recrutar pessoas experientes ou qualificadas no seu ramo de negócios pode ser, na melhor das hipóteses, arriscado. Aqui estão algumas das desvantagens potenciais em contratar pessoas do seu ramo de negócios:

» Algumas vezes "experiência" significa "reprovação prévia". Uma pessoa com experiência no seu ramo de atuação pode ter perdido o emprego devido a um fraco desempenho. Se ela não deu certo em uma determinada loja, o que o faz você pensar que dará na sua?

» Nem sempre experiência significa boa experiência Eles podem estar acostumados aos métodos utilizados até então e não serem capazes de se adaptar aos seus métodos. Procedimentos que você não incentiva podem ter sido incentivados na loja de onde eles vieram. Às vezes, velhos hábitos são difíceis de mudar – e podem espantar os clientes. Por exemplo: se o seu novo contratado viesse de uma empresa que orientava os vendedores a "dizer qualquer coisa para fechar a venda" e eles tivessem o hábito de mentir sobre o produto? Você não se beneficiaria com esse tipo de experiência.

» Uma pessoa experiente pode usar sua empresa apenas como um "trampolim" e não estar querendo realmente um trabalho Eles podem ser do tipo "dinamite", mas também podem ser do tipo que pula de galho em galho, visando apenas maiores salários. Esse tipo de vendedor costuma carregar seus clientes com ele.

» Uma pessoa experiente pode estar desgastada. Muitas pessoas, por terem trabalhado no mesmo ramo anos e anos, perdem o entusiasmo pelo produto e deixam de apresentá-lo aos clientes com o mesmo ânimo.

Isso não significa que você não possa encontrar funcionários maravilhosos, com muito talento, dentro do seu ramo. Certamente, eles existem e podem ser excelentes aquisições. Nós estamos reforçando esse ponto apenas para que você considere também as pessoas que atuam em outra áreas, porque o "seu mundo" é apenas uma fração do universo de oportunidades.

É hora de reconsiderar o significado das palavras "qualificado" e "experiente", quando se referem a candidatos a emprego.

Pessoas "experientes" no seu ramo de negócios têm, apenas, conhecimento de produto – e até isso não deveria ser dado como certo. Independentemente do conhecimento de produto que possuam, elas ainda não são qualificadas para trabalhar na sua loja.

Ninguém está qualificado para trabalhar na sua loja até que tenha sido treinado para operar o seu caixa, realizar os procedimentos operacionais da sua loja, cumprir suas normas de vendas, etc. Nada se compara a um funcionário que tenha recebido um treinamento prévio, a menos que seja alguém que já tenha trabalhado em sua loja antes e que nada tenha sido modificado desde então.



 
Referência: lideraonline.com.br
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Banco / Cheque / ContaAbriu sua primeira conta bancária? Confira algumas dicas!
Negócios / EmpreendedorismoComo fazer sua empresa mais criativa e inovadora
Carreira / EmpregoVeja os 10 comportamentos mais desagradáveis no mundo corporativo
VendasAs falhas do marketing
ImóveisAtenção ao contrato na hora da compra de imóveis na planta.
LeisNovo Código Civil ? Lei nº 10.406 de 10/1/2002 (Parte Especial) »»» Livro II - Do Direito de Empresa »»» Título I - Do Empresário
Defenda-seFraudes: Cliente desesperado (para advogados)
SaúdeQuais os tipos de planos e seguros de assistência à saúde que foram criados pela nova lei?
Carreira / EmpregoProblemas pessoais: como não prejudicar o trabalho e preservar o emprego?
Negócios / EmpreendedorismoVocê está preparado para trocar todo o seu time de profissionais?