Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Você está em:   IGF Modelos de documentos Petição Consumidor Em manifestação sobre despacho judicial o réu explica que não aplicou juros abusivos

Petição - Consumidor - Em manifestação sobre despacho judicial o réu explica que não aplicou juros abusivos


 Total de: 15.244 modelos.

 
Em manifestação sobre despacho judicial o réu explica que não aplicou juros abusivos.

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA ..... VARA CÍVEL DA COMARCA DE ....., ESTADO DO .....

....., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o n.º ....., com sede na Rua ....., n.º ....., Bairro ......, Cidade ....., Estado ....., CEP ....., representada neste ato por seu (sua) sócio(a) gerente Sr. (a). ....., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ....., portador (a) do CIRG nº ..... e do CPF n.º ....., por intermédio de seu advogado (a) e bastante procurador (a) (procuração em anexo - doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ....., nº ....., Bairro ....., Cidade ....., Estado ....., onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente, nos autos em que contende com ....., à presença de Vossa Excelência, em respeito ao despacho de fls....., expor e requerer o que segue.

Inversão do ônus da prova - Em que pese o Réu não ter sido em sua contestação mais específico quanto ao seu pedido e direito de inversão do ônus da prova, por outro lado, requereu a aplicação das normas estatuídas no Código de Defesa do Consumidor (fl. ...... - item ......).

Assim sendo, implicitamente requereu, dentre outros, a inversão do ônus da prova, conquanto a critério deste Juízo, forem verossímeis as alegações do Réu (consumidor) ou quando for ele hipossuficiente, nos termos do inciso VIII do artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor.

Nesta via, vez que a jurisprudência é pacífica no sentido de reconhecer a hipossuficiência dos consumidores - pessoas físicas - em relação as instituições financeiras, sempre invertendo o ônus da prova a favor dos consumidores, torna-se desnecessário e cansativo alongar este questionamento, vez que em razão do tema apontado o Réu acredita que este Juízo não se destoa dos pacíficos entendimentos dos nossos Tribunais.

A verossimilhança das alegações são tão claras que o próprio Autor não impugnou os cálculos apresentados pelo Réu (fls. .......).

Fatos em que o ônus da prova deve ser especialmente invertido - Destaca-se inicialmente que o Réu pretende ver declarada por este Juízo a inversão total do ônus da prova, consoante fundamentada retro.

Ad Cautelam, caso este Juízo tenha r. Entendimento contrário, pretende então o Réu que o Autor fique incumbido de provar o seguinte:

a) Que aplicou taxas de juros dentro dos limites dos artigos 406 e 407 do Novo Código Civil, vez que não estipulou expressamente no contrato qual seria a taxa de juros a ser utilizada, consoante os demonstrativos de cálculo apresentados às fls. .........;
b) Que não acumulou multa e comissão de permanência, tanto nas parcelas adimplidas quanto nas inadimplidas;

Por fim, esclarece o Réu o motivo de sua insistência quanto ao pedido de inversão do ônus da prova:

Foi o Réu que alegou (fls. ...... "usque" ......) que o Autor não fez constar no contrato as taxas de juros que seriam utilizadas e que, por outro lado, que o Autor utilizou-se de juros à base de ......% ao mês, em flagrante afronta aos artigos 406 e 407 do Código Civil.

Tal alegação é modificativa do direito do Autor. Nesta via, segundo o inciso II do artigo 333 do Código de Processo Civil, o ônus da prova incumbida ao Réu.

Assim, inobstante o Réu já tenha demonstrado quais os juros que efetivamente foram aplicados, com a inversão do ônus da prova incumbiria ao Autor provar o contrário.

Ora, a eventual determinação de aplicação de juros a base de ......% (............ por cento) ao ano reverteria no momento do ajuizamento desta ação, em tese, a condição do Réu de inadimplente para adimplente e, de conseqüência, a extinção da ação seria inevitável.

DOS PEDIDOS

Ante o exposto, requer seja declarada a inversão do ônus da prova à favor do Réu, especialmente para os fins de incumbir ao Autor provar que:

a) Aplicou taxas de juros dentro tão somente dentro dos limites dos artigos 406 e 407 do Código Civil, vez que não estipulou expressamente no contrato qual seria a taxa de juros a ser utilizada, consoante os demonstrativos de cálculo apresentados às fls. .......;
b) Não acumulou multa e comissão de permanência, tanto nas parcelas adimplidas quanto nas inadimplidas.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]


Veja mais modelos de documentos de: Petição - Consumidor
Cobrança em excesso de arrendamento mercantil
Alegações finais em ação de indenização por extravio de bagagem
Prestação de contas ante desvirtuamento de contrato de factoring
Apelação por parte de fiador em locação, pugnando-se pela nulidade da sentença e do arresto por f
Petição de revisão de contrato de compra de imóvel com mútuo sob garantia de hipoteca
Ação civil pública para inspeção sanitária em produtos de origem animal
Impugnação à contestação em ação de indenização por roubo de jóias em instituição bancária
Contrato extinto por cláusula abusiva
Impugnação à contestação relativa à discussão de valores cobrados face à cartão de crédito
Devolução de quantias pagas por obra não concluída
Redução de taxa de juros
Apelação em mandado de segurança, ante corte de energia elétrica por suspensão de medida liminar