Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Negócios / Empreendedorismo - A pessoa certa no lugar certo 

Data: 30/05/2007

 
 

Selecionar o profissional adequado pode significar o sucesso ou o fracasso de um negócio. Se você considera difícil contratar um profissional, não se preocupe. Patrick Hollard, diretor-geral da Michael Page América Latina, especializada na seleção de executivos para média e alta gerência, também acha. "Contratar não é uma ciência exata, não existe risco zero", afirma. "Mas hoje o grande diferencial competitivo das empresas está nas pessoas. Por isso, a escolha do candidato impacta no futuro dos negócios. E selecionar o profissional inadequado pode significar um grande prejuízo."

Pensando em ajudar os executivos na tarefa de montar suas equipes e também em desmistificar o processo de contratação para os próprios profissionais, Hollard e Charles-Henri Dumon, que criou e dirige o escritório francês da Michael Page, escreveram o livro Contratando os Melhores, lançado esta semana pela Editora Larousse.

"Uma contratação precisa de muitas coisas para dar certo, mas de poucas para dar errado", comenta Hollard. Um dos fatores determinantes para uma seleção é a definição correta do perfil desejado para o cargo. "Não há candidatos bons ou ruins, o que existe é o perfil adequado ou não", diz. É comum, segundo ele, que a empresa deseje encontrar um candidato que não existe no mercado, pretenda pagar um salário menor do que aquele profissional com determinadas características costuma ganhar. Ou, ainda, estabeleça pré-requisitos desnecessários.

"Ocorre de solicitarem alguém com fluência em espanhol, por exemplo, mas, ao avaliar as atribuições do cargo, percebemos que esse conhecimento não é necessário para o dia-a-dia do profissional naquela posição", conta Hollard. "Ao questionarmos a organização, recebemos a resposta de que há a possibilidade de algum dia eles terem um cliente ou alguma operação em um país no qual a fluência no idioma seja necessária."

Assim, quanto mais distante das possibilidades concretas do mercado, mais longa e difícil será a escolha final. A solução proposta no livro é a de concentrar-se nos traços essenciais do perfil desejado. Ou seja, nas competências, nas atitudes e nas motivações. "O trabalho de seleção consiste em promover um casamento bem-sucedido entre as necessidades e expectativas da empresa em relação ao profissional e vice-versa", afirma Rollard.

Outro problema comum na escolha de profissionais é o medo de se contratar alguém que parece ser tão bom ou melhor do que o próprio superior imediato. Isso, no entanto, não protege o executivo que está selecionando o candidato. Ao contrário, pode impedir que seja promovido por não haver ninguém em sua equipe capaz de ocupar o seu lugar quando uma oportunidade de crescimento surgir.

"Não tenha medo de contratar pessoas melhores do que você. O ganho superando esse receio, que considero natural e compreendo, é muito maior", aconselha Hollard. "Já aconteceu de identificarmos um profissional dentro da própria empresa com perfil para uma vaga, mas ele não ser considerado porque, caso mudasse de área, haveria um problema para substituí-lo", explica.

Além disso, ele lembra que já há empresas que avaliam os executivos por sua capacidade de formar equipes e desenvolver pessoas. "Um bom líder trabalha menos porque tem uma equipe para qual pode delegar tarefas importantes", lembra Rollard. Uma outra vantagem em ter pessoas inteligentes como parceiras é a possibilidade de encontrar soluções mais criativas e com mais rapidez. Afinal, duas cabeças pensam melhor do que uma.

E, como último argumento há o fato de que ninguém pode fugir da velocidade com que o rumo dos negócios muda e a necessidade de acompanhar essas mudanças. Ninguém mais está seguro em cargo algum e nenhum executivo passa mais de cinco anos exercendo a mesma função. "Não adianta tentar se esconder debaixo da mesa."

Ainda em relação ao perfil do candidato, vale a pena considerar pessoas que fogem à regra. "A formação e a experiência são importantes, mas o perfil pessoal hoje é muito mais determinante para o sucesso de um profissional em uma posição", afirma Rollard. Entre as características pessoais fundamentais estão a capacidade de adaptação, a energia para trabalhar e a capacidade de motivar as pessoas.

Mas a contratação bem-sucedida não depende somente da definição adequada do perfil por parte das empresas. Ela é influenciada também pelo quanto aquele candidato está consciente a respeito de sua decisão em aceitar aquele trabalho. "Muitos executivos querem mudar de empresa porque estão insatisfeitos com o que fazem. Mas não sabem exatamente o que os incomoda naquela situação", diz.

Ele recomenda que o profissional se pergunte porque não gosta de seu trabalho atual e questione se não é possível propor alguma mudança que torne a situação satisfatória. Caso não seja possível, determinar que contexto de trabalho os agradaria e qual sua expectativa de crescimento. "Com isso em mente vale a pena ir para o mercado e testar sua empregabilidade. Conhecer quais as demandas das empresas nas quais pretende atuar e verificar se suas competências estão sendo valorizadas para tais posições." Para Rollard, buscar uma vaga é uma ação de marketing.


 
Referência: -
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Finanças pessoaisQuanto mais o tempo passa, mais a educação financeira se aprimora, diz especialista
AposentadoriaPrevidência Privada : Quais são os Custos de administração de um Plano Coletivo?
Carro / VeículoA quem reclamar vício em carro 0 km?
Negócios / Empreendedorismo5 pecados empresariais mortais
LeisNovo Código Civil ? Lei nº 10.406 de 10/1/2002 (Parte Geral) »»» Livro I - Das Pessoas »»» Título II - Das Pessoas Jurídicas
Carro / VeículoCuidado com o golpe do carro zero
ConsumidorCuidados que o Consumidor deve tomar
Carreira / EmpregoConversa no ambiente de trabalho ajuda na integração dos profissionais
Ações / Bolsa de ValoresPontos de um índice de ações: O que são ?
Carro / VeículoO que é preciso para entrar com recurso em 2ª instância?