Clique aqui para ir para a página inicial
 

Pular Links de Navegação
»
Home
Contato
Calculadoras
Consultoria
Conteúdo
Cotações
Perfil/Testes
Serviços
Parceiros
Mapa site
[HyperLink1]
Cadastrar
 
    
Assuntos

Total de artigos: 11132
    

 

 

Ações / Bolsa de Valores - Para minoritários, é importante participar das assembleias? 

Data: 30/11/2011

 
 
Decidir pelo aumento de capital da companhia, com a colocação de novos papéis no mercado. Debater como será feito o pagamento de dividendos, ou ainda se a empresa fará ou não um desdobramento dos papéis em circulação. Quando se trata de uma empresa de capital aberto, todas essas decisões precisam ser aprovadas nas assembleias gerais extraordinárias (AGE).

Mas, no Brasil, os acionistas minoritários ainda participam muito pouco das assembleias, de acordo com especialistas do mercado. “É muito difícil você ver um investidor brasileiro comparecendo a uma assembleia, votando e participando dos processos decisórios da empresa”, diz o gerente-geral do INI (Instituto Nacional de Investidores), Paulo Portinho.

Segundo ele, nos Estados Unidos e em outros países desenvolvidos, este tipo de participação é muito maior. “Nos EUA eles têm uma cultura muito diferente, com um outro tipo de participação no mercado acionário”, afirma.

De acordo com Daniel Alves Ferreira, advogado especialista Direito Societário e sócio do escritório Mesquita Pereira, Marcelino, Almeida, Esteves Advogados, mesmo que a participação dos minoritários não seja suficiente para mudar o resultado da votação, ela é importante.

“A importância dos minoritários nas assembleias está em mostrar para o mercado que eles estão ali presentes, na condição de sócios, e querem acompanhar o desenvolvimento da companhia, participando das deliberações”, afirma.

“Desta maneira, o acionista mostra que tem interesse não só pelo aspecto financeiro, mas também nas tomadas de decisão daquela empresa da qual ele decidiu se tornar sócio”, completa Ferreira.

Falta de tempo e possibilidade de locomoção
A distância geográfica entre o investidor e o local da assembleia e a falta de tempo para comparecer ao evento são alguns dos maiores empecilhos para a participação dos minoritários nestes eventos. Mas este problema tem sido resolvido com a criação de ferramentas que permitem que o acionista vote sem comparecer ao local da assembleia.

Uma delas foi desenvolvida pelo escritório do qual Ferreira é sócio. “O investidor concede poderes a advogados, que comparecem às assembleias gerais representando e executando a ordem de votação já previamente exercida pelo próprio investidor através do sistema eletrônico”, diz.

Segundo ele, após a votação, o minoritário ainda recebe uma cópia da ata da assembleia e a confirmação física de que a sua orientação de voto foi, efetivamente, recebida pela companhia. “Isso dá transparência à atividade”, afirma.

O advogado ressalta que esta ferramenta não está disponível apenas para grandes investidores ou para os institucionais. “Qualquer investidor pode participar das assembleias desta maneira, basta possuir ações ordinárias da empresa e ter interesse em votar na assembleia”, afirma.

Como ressaltou o advogado, é importante lembrar que não são todos os investidores que têm direito a voto nas assembleias. Este direito é garantido apenas para aqueles que possuem ações ordinárias (ON).

Capital pulverizado e controlado
Segundo ele, no caso das empresas com capital controlado, onde os acionistas controladores têm um papel mais importante nas decisões, o papel do acionista minoritário no processo decisório é menor, mas ainda assim é importante.

“Quanto maior a participação do acionista na tomada de decisão da empresa, mais o mercado se desenvolve", afirma o advogado.

Já nas empresas com capital pulverizado (que não possuem um controlador específico), a participação dos minoritários pode até ser decisiva. “Tivemos o exemplo da DASA, que em 2009 mudou o controle da empresa depois de várias deliberações entre os minoritários”, conclui.



 
Referência: InfoMoney
Autor: Diego Lazzaris Borges
Aprenda mais !!!
Abaixo colocamos mais algumas dicas :

Assunto:Perguntas:
Carreira / EmpregoEspecializações: quais estarão no foco do mercado?
Banco / Cheque / ContaCheques: veja os cuidados no uso do talão de cheques
Finanças pessoaisVocê compra por necessidade ou por impulso?
Carreira / EmpregoCoach diz como elaborar um plano de carreira eficiente, sem deixar de sonhar
Carro / VeículoO combustível adulterado lhe deu prejuízo? Exija seus direitos
Negócios / EmpreendedorismoDiferencial competitivo nestes novos tempos
Banco / Cheque / ContaChoque de interesses: na hora de pedir demissão, entenda postura do chefe
Economizar / PouparPara fazer seu dinheiro crescer, poupe e invista quando puder
Negócios / EmpreendedorismoNegociando preços com clientes
Carreira / EmpregoÊxito no mundo corporativo não garante sucesso em futura carreira acadêmica